De virada em cima do chato Paysandu, Palmeiras vence mais uma

Antes de você começar a ler esse texto, preciso dizer que estou bastante irritada com essa história dos times pequenos fazerem firula pra cima do Palmeiras e estar tudo bem. Tijuana fez isso, onde os jogadores caíram mais que o Neymar na temporada e agora o Paysandu, toda hora um caído em campo. E, aí? Como ficamos?

Outra coisa, até quando vamos ficar brincando de vencer de virada? É maravilhoso ganhar no finzinho do jogo, a adrenalina vai a mil. Mas, vai chegar uma hora que a formula não vai dar certo. É preciso tomar cuidado. Na Copa do Brasil não dá pra jogar assim.

Bom, como vocês sabem o Palmeiras ganhou (mais uma vez) de virada em cima do Paysandu por 3 a 2, com direito a gol aos 49 do segundo tempo. Uma loucura. Uma delicia. Mas, um primeiro tempo sofrível, de dar vontade de sair do estádio. E um segundo tempo em que o time só acordou depois da briga (e que briga maravilhosa).

Porém, o importante é sair com a vitória e conseguimos! (No finzinho pra dar um basta no timeco do Paysandu). Agora, o Verdão tem 40 pontos e na liderança isolada da Série B, além do 11º jogo de invencibilidade. Lindo!

O jogo

O primeiro tempo foi aquela coisa que estamos nos acostumando. Uma droga. Pras notas dos jogadores deveria se dar uma na primeira etapa e outra na segunda. O Palmeiras errou quase tudo que tentou.

A única boa chance do primeiro tempo foi com Luís Felipe, numa boa cobrança de falta. E olha que o Palmeiras tinha mais posse de bola.

Já o Paysandu, que tinha quase o tempo todo os 11 jogadores no lado deles, jogava por meia bola de contra-ataque. Após erro de Luis Felipe e Vilson, Marcelo Nicácio tocou para Pablo, que invadiu a área e marcou. 1 a 0 Paysandu.

E o Palmeiras continuou errando. Tanto que no ultimo lance do jogo, Mendieta fez jogada individual, tentou driblar o marcador, não conseguiu e no chão tocou para Leandro. O atacante teve a proeza de errar, na cara do gol, e chutar em cima do goleiro Marcelo.

Na segunda etapa, Gilson Kleina trocou Charles por Felipe Menezes. E em poucos minutos, com dores, Vilson foi substituído por Tiago Alves. E mesmo com mais um meia, o Verdão ainda não tinha engatado.

Aos 20 minutos do segundo tempo, o Paysandu começou uma conta-ataque super rápido, Pikachu fez o pivô com Iarley, que ficou livre na área e bateu de cobertura em cima de Fernando Prass. 2 a 0 Paysandu.

Aí foi aquele sentimento do ano passado, não tem mais reação! Então, Kleina colocou Ronny no lugar do EX-intocável gentiboa Márcio Araújo.

Juninho até tentou. Mas, Henrique fez um lançamento para Luís Felipe, que cruzou na cabeça de Alan Kardec. 1 a 2.

Alguns minutos depois, briga generalizada no banco do Palmeiras. Vilson deu um tapa lindo num rapaz do Paysandu. No fim, o arbitro, ruim demais, expulsou Wesley e Fabio Sanches.

Aí o Parmera acordou! Aos 39 minutos, Mendieta aproveitou a sobra da defesa e chutou de fora da área. Um golaço. 2 a 2.

Os ânimos continuavam exaltados, o timeco do Paysandu provocando, caindo toda hora. E por causa da confusão, o juiz deu 5 minutos de acréscimos.

Aos 49 minutos, Juninho cobrou falta, o goleiro Rebateu na cabeça do Henrique, a bola acabou sobrando para Leandro, que fez o gol da virada.

Delícia de vitória. Emocionante. Mas, tem que prestar atenção nos erros.