De campeão a quinto, tudo pode rolar no Engenhão

palmeiras_itu

Faz tempo que o Palmeiras não entra em um momento final de campeonato com possibilidades tão distintas. Dependendo da combinação de resultados na 38ª e derradeira rodada do Brasileirão 2009, podemos ir da comemoração de nosso quinto título a amargar um indesejado quinto lugar.

Para que a melhor e mais difícil hipótese ocorra, a vitória na partida que terá início hoje às 17h contra o Botafogo no Engenhão é indispensável. A pior somente rola com derrota, e mesmo, assim, só se o Cruzeiro vencer o Santos, na Vila Belmiro. O empate nos garante ao menos na gloriosa e bem conhecida por nós prélibertadores. Façam as suas apostas.

O elenco do Alviverde Imponente viajou ontem para o Rio, e chegou na tal de Cidade Maravilhosa sem incidentes, graças a Deus. Chega de dar manchetes sensacionalistas de graça para a imprensinha no melhor estilo fogo amigo.

Vinte jogadores foram relacionados para a partida contra a equipe treinada por Estevam Fred Flintstone Soares. São eles: Marcos e Bruno [goleiros], Figueroa, Wendel e Pablo Armero [laterais], Danilo, Maurício Ramos e Marcão [zagueiros], Pierre, Souza, Edmílson, Sandro Silva e Jumar [volantes], Diego Souza, Cleiton Xavier e Deyvid Sacconi [meias], Vagner Love, Ortigoza, Robert e Willians [atacante].

Uma escalação possível: Marcos, Edmílson, Maurício Ramos e Danilo; Figueroa, Pierre, Deyvid Sacconi (Souza), Cleiton Xavier, Diego Souza e Pablo Armero; Ortigoza (Sandro Silva) e Vagner Love.

O retrospecto entre Palmeiras e Botafogo é equilibrado. Em termos gerais, a vantagem é nossa, com 38 vitórias, 33 empates e 29 vitórias, 152 gols pró e 128 contra. No Brasileirão, foram 15 vitórias alviverdes, 11 empates e 10 derrotas.

A coisa pega quando jogamos como visitantes do time carioca. São apenas 6 vitórias, 16 empates e 19 derrotas.

Outro dado preocupante: não ganhamos deles há cinco partidas, com três empates e duas derrotas. As últimas vitórias foram obtidas em 2006, uma em casa, a outra fora.

Como estatística não ganha jogo, tomara que nossa despedida do campeonato possa rolar com uma boa vitória, independente do que ocorrer nas partidas da concorrência. E viva o Verdão, hoje e sempre, sejamos campeões ou não.

uol_logoClique aqui para ouvir a Rádio Mondo Palmeiras – Edição 158.