Contrato de Gabriel Jesus: bom para todos, exceto para o Palmeiras

O ano de 2014 ficou marcado por inúmeros erros cometidos pela gestão do Paulo Nobre. Até me lembro de ficar nervoso a cada novidade, afinal, o único fato positivo daquela temporada foi o gol de Thiago Ribeiro – sim, a melhor notícia foi um gol do Santos!

Na época, Ricardo Gareca, então técnico palmeirense, foi aconselhado a não colocar o Gabriel Jesus para jogar naquele momento, era muito cedo. Pelo lado técnico, é evidente que essa ação foi um enorme erro e o péssimo desempenho do time mostrou isso, porém, o erro se mostrou ainda maior para os negócios.

Isso porque o Palmeiras teve que se sujeitar a ficar com somente 30% dos direitos do atleta, e, também, a concordar com cláusulas que, na minha opinião, são uma falta de respeito ao clube. Uma delas, de acordo com o jornal O Estado de São Paulo, é a que beneficia a cinco clubes europeus com um “pequeno desconto” caso queiram contratar o atacante, sendo eles: Barcelona, Real Madrid, Bayern, PSG e Manchester United.

Ou seja, meus caros, simplesmente cinco dos clubes mais ricos do planeta podem contar com o futebol do Gabriel Jesus por £24 milhões ao invés dos ‘sonhados’ £40mi que, embora pouco diante do que se poderia lucrar, resultaria em números inéditos na história do Palmeiras com venda de jogadores.

Talvez esses possíveis R$ 29 milhões ainda se tornem o nosso maior recorde, mas, saber que o clube pode deixar de contar com aproximadamente R$ 47 milhões é algo que ‘quebra as pernas’ do Verdão completamente, tudo para beneficiar a carreira de um garoto, o bolso de empresários e a clubes que não fazem questão alguma de economizar!

Afinal, o que são 16 milhões de euros para o Real Madrid ou PSG? Para eles é como contratar um jogador pro time B, enquanto para o Palmeiras, que formou o jogador e o tornou conhecido mundialmente em menos de 1 ano, um valor como esse se equivale à contratação de um jogador de ponta…

Por fim, esperamos que um risco como esse sirva ao menos de lição ao Palmeiras para que finalmente passe a sair ganhando nas futuras negociações, pois, sem dúvidas, muitos como o Gabriel Jesus ainda estão por vir.

Abraço a todos!