Com gol de Deyverson, Verdão vence o Inter na Allianz Parque

Como era de se esperar, Palmeiras e Inter foi um jogo bastante duro e disputado. Com um gol de Deyverson na primeira etapa, o Verdão venceu na noite deste sábado (4) o time gaúcho, igualando sua marca de 26 partidas invictas em Brasileirões obtida no biênio 1972-1973. O mais importante, no entanto, é o fato de o time ter conquistado os três pontos em casa, o que certamente o manterá entre os quatro primeiros colocados desse torneio, ao final da terceira rodada, que ocorrerá no domingo (5).

Os primeiros 20 e poucos minutos do Palmeiras foram bem interessantes. Logo aos 4 minutos, Deyverson desviou uma bola de cabeça e Iago salvou praticamente em cima da linha. Aos 5 minutos, novamente de cabeça, foi a vez de Dudu subir, livre, na área, mas a bola foi para fora. Aos 11 minutos, o Inter colocou as manguinhas de fora em um contra-ataque perigoso que terminou com cruzamento defendido por Weverton.

Aí, aos 13 minutos, o gol alviverde. Dudu cobrou escanteio e Deyverson pulou no primeiro pau, desviando com precisão a bola para o fundo das redes do goleiro colorado.  A partir dos 23 minutos, quando Nico López deu um arremate perigoso, o time gaúcho se mostrou mais efetivo. Mesmo assim, Deyverson quase marca de novo, cabeceando para fora bola que, de novo, veio de lateral cobrado por Marcos Rocha.

Weverton mostrou serviço aos 30 minutos, defendendo um ótimo chute de Nico López. O time dirigido por Odair Hellman ainda tentaria por três vezes, duas com Sarrafiori e uma em jogada salva pela zaga alviverde, mas não conseguiu levar o jogo para o intervalo com um empate.

Na segunda etapa, o Palmeiras se mostrou muito recuado, abrindo espaços para que os gaúchos tivesse um domínio de bola que chegou a quase 70%. No entanto, não conseguiam criar chances efetivas. As melhores foram as do Palmeiras, com Bruno Henrique cabeceando para fora aos 14 minutos, e Hyoran, com o gol à sua feição, chutando incrivelmente para fora, aos 42 minutos. Mesmo assim, a vitória ficou sacramentada.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Weverton-7,0- Não foi muito exigido, mas se mostrou efetivo, quando necessário.

Marcos Rocha- 6,5- Bom na marcação e menos ativo no apoio do que o habitual.

Luan- 7,0- Partida impecável na zaga, com direito a muitos desarmes.

Gustavo Gómez- 7,0- Compatível com seu colega de defesa.

Diogo Barbosa- 6,0- Sem muito brilho, mas sem comprometer.

Felipe Melo- 7,0- Garra, disposição e cara feia na hora de encarar o milongueiro Guerrero.

Bruno Henrique- 6,5- Quase marca um gol, e correu bastante.

Gustavo Scarpa- 6,0- Não estava muito inspirado. Saiu aos 22 minutos do segundo tempo substituído por Moisés-6,0, que se não deu um show, ao menos ajudou o meio-campo a segurar um pouco mais a bola.

Zé Rafael-5,5- Bastante apagado. Saiu aos 15 minutos do segundo tempo, dando sua vaga para Hyoran-5,0, que ajudou bastante na marcação, mas perdeu um gol inacreditável no final da partida.

Dudu- 6,5- Deu a assistência para o gol e deu um certo trabalho para a defesa colorada, mas joga bem mais. Saiu aos 35 minutos do segundo tempo substituído por Raphael Veiga-sem nota.

Deyverson- 7,5- Fez o gol da vitória e se esforçou muito, mas trombou com colegas do time em pelo menos duas ocasiões, mostrando seu lado bipolar.