Robinho marca mais um golaço e Palmeiras vence

 

Na noite de sábado, o palmeirense ficou sabendo que Cuca chegou a um acordo com a diretoria e deve assinar o seu contrato já nesta segunda-feira. Até o final do ano, em tese, ele comandará o Verdão.

Neste domingo, o responsável era o Alberto Valentim, que promoveu várias alterações na equipe para este clássico onde a equipe poderia mostrar que daria uma resposta a essa troca de treinadores.

Valentim apostou num 4-4-2 tradicional, com Robinho e Allione atuando como meias, um de cada lado do campo, e a aposta logo de cara também não deu muito certo. O meio-campo formado por Arouca e Matheus Sales estava uma peneira. O adversário tomou conta do setor e chegava com muita facilidade na área palmeirense.

Eles até chegaram a fazer um gol legal de cabeça, mas o bandeirinha acabou invalidando a jogada. O outro auxiliar, mal posicionado, também anulou um gol legal do Dudu, que encobriu o goleiro são-paulino. Isso já tá virando moda.

Mais uma vez, o lateral Lucas mostrou que não pode continuar como titular no Palmeiras. Desta vez, pelo menos, Lucas foi substituído logo no início da segunda etapa. João Pedro pode até melhorar, mas ainda não é uma opção confiável para o setor.

SÃO PAULO, SP - 13.03.2016: SÃO PAULO X PALMEIRAS - O jogador Dudu, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Paulo Henrique Ganso, do São Paulo FC, durante partida válida pela nona rodada, do Campeonato Paulista, Série A1, no Estádio do Pacaembu. (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

(Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

Com a entrada do “maior camisa 10 depois de Pelé”, o São Paulo perdeu o poder ofensivo da primeira etapa. Calleri, que havia entrado na vaga de Kardec, ainda perdeu uma chance incrível, mas foi o Palmeiras que conseguiu abrir o placar num belo contra-ataque que foi terminar nos pés de Dudu. 1×0.

O gol praticamente destruiu o psicológico do adversário que não conseguiu fazer mais nada na partida. O Palmeiras fez o segundo gol com o Robinho mais uma vez encobrindo um goleiro são-paulino.

O pior é que eu estava xingando ele justamente no momento que ele recebeu de Allione uma bola na entrada da área e pimba! Golaço!! 2×0!!

O Palmeiras volta a jogar nesta quinta-feira, contra o Nacional, em Montevidéu.

Precisamos de um bom resultado (vitória) nesta partida para depois irmos para a Argentina sem a precisar tanto vencer o Rosario Central. Um empate acaba sendo até bom, dependendo do que acontecer nos outros jogos do grupo.

Será que esse time pode melhorar na mão do Cuca? Pelo que vimos hoje, no Pacaembu, podemos responder que sim, mas não será nada fácil….e nem impossível.

Abraço a todos!