Classificação no melhor estilo São Marcos

São Marcos. Eis o destino desse goleiro em Libertadores. Com uma atuação soberba durante a partida na Ilha do Retiro, que acabou com vitória por 1 a 0 do Sport no tempo regulamentar, o goleiro campeão mundial de 2002 e da Libertadores 1999 tornou-se o protagonista da classificação do Verdão para as quartas de final da Liberta 2009 ao defender três penalidades. Placar final: 3 a 1 para nós.

Quem duvidava das dificuldades que nos aguardavam em Recife viu, logo aos 8 minutos, Marcos fazer grande defesa, em chute de Paulo Baier. O Sport veio com tudo para cima, e o Palmeiras, com apenas Keirrison na frente, segurou-se quase que o tempo todo em seu campo defensivo. Nossa primeira chance de gol ocorreu aos 24 minutos, em bom chute de Maurício Ramos. Aos 30 e 31 minutos, logo depois de um dos poucos momentos de domínio alviverde no jogo, Marcos teve de fazer duas defesas extraordinárias. Keirrison realizou boa jogada individual e quase faz o gol aos 35. Paulo Baier teve a melhor oportunidade aos 41 minutos, em falha da nossa defesa, mas chutou para fora. E aos 45 minutos, Wilson chutou forte, para Marcos se sobressair de novo.

Com a saída de Paulo Baier, a equipe pernambucana perdeu o poder de fogo, e pressionou praticamente toda a etapa final sem criar grandes chances, exceto uma cabeçada de Wilson aos 8 minutos defendida por Marcos e um chute de fora da área de Sandro Goiano pouco depois. Aos 20 minutos, Keirrison e Diego Souza deram suas vagas a Willians e Ortigoza, e aos 31, Mozart substituiu Souza. Aí, quando a partida parecia caminhar para o 0 a 0, Luciano Henrique fez bela jogada pelo setor direito da defesa alviverde e cruzou para Wilson, que superou Marcão e fez o gol. Aos 45, Wendel é expulso, e ainda houve tempo para chute forte de Ciro, que Marcos espalmou, com a bola resvalando na trave e saindo. Que sufoco!

A decisão por penalidades começou mal para nós, com Mozart chutando na mão de Magrão. Logo a seguir, porém, começou a brilhar a estrela e a competência de Marcos, defendendo a cobrança de Luciano Henrique. Marcão fez nosso primeiro gol, com Igor empatando a seguir. A partir daí, só deu Palmeiras: Danilo e Pablo Armero marcaram, enquanto Fumagalli e Dutra pararam nas mãos do Santo com o manto azul com o número 12 às costas. Palmeiras classificado para enfrentar o Nacional do Uruguai.

P.S: Por conta do grande número de consultas e gravação de dados simultâneamente no final da partida de ontem este blog não aguentou o tranco e saiu do ar na noite de ontem. Tomara que caia outras vezes nessa Libertadores. É muita emoção!

*********

Ouça também o Torpedo Verde, o boletim diário da Rádio Mondo Palmeiras.