Clássico é mais um jogo decisivo para o Palmeiras

obina

Ninguém nega a enorme rivalidade existente entre Palmeiras e Corinthians. É aquele jogo que todos chamam de especial, e que, com frequência, dá aquele impulso adicional a quem o ganha.
No caso atual, no entanto, o mesmo tem um sabor diferente. Se para nós os três pontos são fundamentais no intuito de consolidarmos nossa liderança no Brasileirão, os Manos do Menezes só querem tentar dar uma de estraga-prazeres.
O local é Presidente Prudente, onde costumamos nos dar bem e ganhamos por 3 a 0 no primeiro turno. Edmílson e Sandro Silva estão de fora, o primeiro, contundido, e o segundo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.
Vagner Love cumpriu suspensão e está disponível novamente. Uma escalação possível: Marcos, Maurício Santos, Danilo e Marcão; Figueroa, Jumar Bianchi, Souza, Diego Souza e Pablo Armero; Obina e Vagner Love (Ortigoza).
O histórico entre as duas equipes nos é favorável. Em um total de 331 jogos, vencemos 120 vezes, contra 98 empates e 113 derrotas, 489 gols a favor e 444 contra. Em campeonatos brasileiros, a vantagem se mantém, embora menor: 12 vitórias, 12 empates e 10 derrotas.
O Verdão não perde para o time da Marginal Sem Número desde 2006.

Ninguém nega a enorme rivalidade existente entre Palmeiras e Corinthians. É aquele jogo que todos chamam de especial, e que, com frequência, dá aquele impulso adicional a quem o ganha.

No caso atual, no entanto, o mesmo tem um sabor diferente. Se para nós os três pontos são fundamentais no intuito de consolidarmos nossa liderança no Brasileirão, os Manos do Menezes só querem tentar dar uma de estraga-prazeres.

O local é Presidente Prudente, onde costumamos nos dar bem e ganhamos por 3 a 0 no primeiro turno. Edmílson e Sandro Silva estão de fora, o primeiro, contundido, e o segundo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Vagner Love cumpriu suspensão e está disponível novamente. Uma escalação possível: Marcos, Maurício Santos, Danilo e Marcão; Figueroa, Jumar Bianchi, Souza, Diego Souza e Pablo Armero; Obina e Vagner Love (Ortigoza).

O histórico entre as duas equipes nos é favorável. Em um total de 331 jogos, vencemos 120 vezes, contra 98 empates e 113 derrotas, 489 gols a favor e 444 contra. Em campeonatos brasileiros, a vantagem se mantém, embora menor: 12 vitórias, 12 empates e 10 derrotas.

O Verdão não perde para o time da Marginal Sem Número desde 2006.

uol_logoClique aqui para ouvir a Rádio Mondo Palmeiras – Edição 153.