Clássico dos erros termina em empate

Em um clássico que a rigor teve apenas 45 minutos de futebol, o empate acabou sendo um resultado previsível. O que não se poderia prever era a forma como o mesmo aconteceria, com um gol logo no começo e outro nos acréscimos da etapa final. Embora o Verdão pudesse ter vencido e até merecesse isso, o empate foi um resultado bom para deixar claro que a equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo ainda tem diversas arestas a serem aparadas, algo que uma vitória em clássico poderia encobrir. No final das contas, um a um, e o Verdão se mantém na liderança da fase de classificação do Paulistão 2009.

Com um calor em torno de 35 graus no primeiro tempo, a partida entre os tradicionais rivais teve como características a cautela e raríssimas oportunidades de gol. Luxa surpreendeu ao afastar Edmilson e colocar Marcão em seu lugar, além de escalar Sandro Silva, e não Jumar, na vaga de Willians. Resultado: jogo truncado, em que Marcão conseguiu a façanha de tomar um amarelo com apenas 8 minutos de jogo. A melhor oportunidade alviverde veio em cabeçada de Maurício Ramos, em cobrança de escanteio de Cleiton Xavier, que Felipe defendeu.

Aos 3 minutos da etapa final, Keirrison lançou despretensiosamente a bola na área adversária, e o goleiro Felipe furou feio. Diego Souza se aproveitou do vacilo e, com calma, chutou forte de direita e abriu o marcador. Aos 14 minutos, Keirrison recebeu lançamento de Cleiton Xavier e chutou forte, para defesa de Felipe. Luxemburgo tentou imprimir mais velocidade aos contra-ataques de sua equipe trocando Diego Souza por Willians, aos 18 minutos, mesmo momento em que Ronaldo entrou no lugar do violento Escudero. Aos 21, Jumar ficou com a vaga de Sandro Silva.

Aos 32 minutos, mais uma vez Keirrison teve a chance de liquidar a partida ao receber ótimo lançamento de Armero, mas de novo o goleiro alvinegro fez a sua parte. Um minuto depois, Ronaldo, que jogou bem, enfiou chute forte que bateu na nossa trave. Aos 41, Bruno fez grande defesa em cabeçada de Dentinho, concluindo boa jogada de Ronaldo. Coroando mais uma partida fraquíssima, Fabinho Capixaba tomou o segundo amarelo aos 43 minutos, deixando o Verdão com um a menos. Aos 47 minutos, a zaga palmeirense vacilou e cedeu escanteio besta, que acabou gerando o cruzamento para que Ronaldo fizesse o gol de empate, sem ser incomodado por Marcão ou Bruno, que estavam na jogada.