Clássico "A Era do Gelo" termina empatado

Por Fabian Chacur

Se o estádio do Morumbi já costuma ser frio por natureza, imagine na tarde deste domingo (22), com uma temperatura em torno de 10 graus, realmente digna de inverno.

Povoando o meio-campo de volantes, o Palmeiras iniciou a partida com Maikon Leite no banco e tentando impedir o São Paulo de jogar.

Foi bem na parte inicial, dominando a partida e tendo duas boas chances de gol, uma com Luan chutando forte e exigindo grande defesa de Rogério Ceni aos 2 minutos e outra em cobrança de falta de Marcos Assunção que passou perto, aos 9 minutos.

A partir dos 13 minutos, os donos da casa começaram a botar as manguinhas para fora, com Rodolpho cabeceando com perigo aos 13 minutos e Dagoberto pouco depois, cobrando escanteio que exigiu a categoria habitual de São Marcos.

O mesmo Dagoberto aos 17 minutos e Fernandinho aos 19 também deixaram a torcida que canta e vibra de cabelo em pé.
O Verdão voltou a equilibrar as ações e teve boas chances aos 25 e 26 minutos. No entanto, foi o São Paulo quem saiu na frente do marcador, através de Dagoberto.

Para a etapa final, Felipão colocou Maikon Leite no lugar de Márcio Araújo e o Palmeiras se mostrou mais aceso em campo. Aos 10 minutos, Kleber fez boa jogada e cruzou na cabeça de Patrik, que finalizou em cima de Rogério.

Aos 16 minutos, no entanto, não teve jeito. Marcos Assunção (sempre ele) cobrou falta e Henrique cabeceou de costas, igualando o marcador.

Cicinho arriscou de longe aos 20 minutos e arrancou arrepios da torcida. A partir daí, no entanto, os dois times não souberam mais criar chances agudas de gol, e afora um possível pênalti em Kleber lá pelos 40 minutos, as emoções ficaram longe do gélido Morumbi.

A má notícia da vez (sempre tem uma): Cicinho tomou o terceiro amarelo e está fora da partida contra o Corinthians, nossa última no primeiro turno do Brasileirão 2011.