Chegou a hora de decidir pra valer!

Esqueça todos os problemas do elenco, as deficiências, as divergências, desconfianças, etc…Estamos a apenas quatro jogos de decidir mais uma vez a Copa do Brasil, a competição mais emocionante do calendário nacional.

Pela primeira vez nos últimos anos, poderemos tirar algo bom de um vexame. Depois a derrota em Chapecó, o técnico Marcelo Oliveira foi obrigado a “rodar o elenco” pela primeira vez no Brasileirão.

Com isso, ele (e todos nós) pudemos perceber que temos boas opções no elenco como o jovem Allione, que pode resolver o problema crônico que temos na saída de bola no meio-campo.

Já que o Robinho, com intermináveis dores musculares, não vai pro jogo, o argentino poderá ter mais uma oportunidade como titular e fazer com que a bola chegue aos atacantes.

Chega de chutão e chuverinho na área, podemos fazer muito melhor do que isso.

Outro atleta que pode surpreender no Maracanã é o atacante Pablo Mouche. Ele se recuperou em tempo recorde de uma lesão grave, estava pedindo por uma chance entre os titulares há algum tempo e fez uma ótima partida contra o Avaí.

Cristaldo sempre foi e continua sendo uma boa opção caso Lucas Barrios não esteja 100%, mas ainda acredito no camisa 8. Por conta da Copa América, ele não teve férias, ainda não fez uma boa partida no Palmeiras, mas tem muito potencial.

Também acredito em Gabriel Jesus, que pode jogar muito mais do que apresentou nas últimas rodadas e no Zé Roberto como um grande líder da equipe dentro e fora de campo.

Aliás, a diretoria acertou ao renovar o contrato do veterano até o final de 2016. Agora, ele deve jogar com muito mais tranquilidade e segurança.

Apesar do ótimo Vitor Hugo, a defesa ainda assusta. A “avenida” Egídio é um convite para os adversários, mas é possível fazer a cobertura por ali com outro atleta. Uma pena o Thiago Santos não poder atuar pela Copa do Brasil.

Enfim, agora é ir pra cima do Fluminense, time que todas as outras torcidas do Brasil detestam por motivos óbvios: eles ainda devem DUAS SÉRIES B e estão metidos em quase todos os rolos de bastidores do futebol brasileiro nos últimos anos.

AVANTI PALESTRA!

*******

Que bobagem esse papo querem mudar o nome da Sociedade Esportiva Palmeiras. O que deve acontecer (e já deveria ter acontecido há muito tempo) é a separação entre o clube social e o departamento de futebol.

Só nos primeiros meses deste ano, o social já deu 15 milhões de reais em prejuízo.

Se nesta reforma do estatuto, também constar o voto do sócio-torcedor AVANTI para escolher o presidente, estaremos no caminho certo para nos livrarmos daquela política míope do clube social.

Para quem não sabe (ou não se lembra), o voto do sócio torcedor era uma das bandeiras do então candidato Paulo Nobre.

Abraço a todos!