Campeonato longo não atrai a atenção do torcedor

Depois jogos de casa cheia na Libertadores e na Copa do Brasil, o torcedor (principalmente o palmeirense) vê os estádios vazios para os jogos do interminável Brasileirão de pontos corridos.

Estamos quase no final do primeiro turno do Brasileirão e o campeonato deste ano apresenta a pior média de público desde 2004: pouco mais de 11 mil pagantes por partida. Não custa lembrar que, para alguns “jênios” da grande mídia, apenas o Paulistão é merecedor de críticas.

Ontem, no Engenhão, o público de Fluminense x Palmeiras foi de apenas 6.079 gatos pingados.

Nem mesmo na TV aberta, a situação é muito diferente. O time oficial da Globo, que jogou ontem em Curitiba, conseguiu apenas 12 pontos de média no Ibope…empatando com o “Temperatura Máxima”, que nada mais é que uma reprise de uma reprise de um enlatado qualquer.

Alguma coisa está muito errada. Talvez seja o formato, que não agrada muitos torcedores, ou o número de clubes que torna a competição muito longa e arrastada, sem nenhuma emoção até as rodadas finais. Ou ambos.

No próximo ano, o Brasileirão deve ser ainda mais desinteressante pois teremos Copa das Confederações (que deve interromper o campeonato) e uma Copa do Brasil que terminará apenas no segundo semestre (e que contará também com os times da Libertadores).

Claro que o fator Arena Barueri, um estádio caro e quase inacessível para o torcedor, contribui (e muito) para o baixa presença de público nos jogos do Verdão, mas acho que o buraco é mais embaixo…bem mais embaixo.

Abraço a todos!


[poll id=”39″]