Calma aí (e vale para todos)!

Claro que, apesar da ótima apresentação em Arequipa, o time não está jogando tudo o que a gente espera. A expectativa criada era enorme e, mesmo com apenas duas derrotas até aqui, não é o bastante para muitos que insistem em xingar, criticar alguns jogadores o tempo todo. 

Caímos na semfinal de um campeonato que estava sendo espezinhado até mesmo pela diretoria, mas seguimos firmes na Libertadores e vamos entrar forte para defender o título brasileiro. E tem a Copa do Brasil ainda. Não dá pra entender tanta irritação vinda de alguns torcedores, sinceramente. 

Também não consigo entender o porquê dessa irritação constante do Felipão com a imprensa e, principalmente, com essa parte da torcida que lá atrás ele apelidou de “turma do amendoim”. O amendoim hoje é virtual e se multiplicou, assim como insatisfação crônica causada pelo uso excessivo de redes sociais. 

 O que mais virá depois disso? Não sei. Mas tenho certeza que esse clima de ódio apenas tira o foco das coisas positivas (uma goleada fora de casa, por exemplo) e cria um clima negativo que acaba tomando conta de todos, principalmente nos dias de hoje. 

Nos anos 90, a cornetagem era na numerada do velho Palestra Itália, chegava nos bares da Rua Turiassu e no dia-a-dia de cada torcedor separadamente. Agora, Felipão, o mundo é bem diferente e qualquer ação/reação desavisada cria uma série de notícias (falsas) que podem acabar com a confiança do torcedor e tumultuam o ambiente numa velocidade estonteante.

Infelizmente, é assim que as coisas funcionam neste mundo conectado até demais. 

Mais gols, mais vitórias e um time jogando bem quase sempre é o melhor antídoto para qualquer crise num clube de futebol. Mais calma e menos passes errados. 

Abraço a todos!