Brunoro tenta justificar preços altos e camisa branca é a mais vendida

Depois da confirmação do preço dos ingressos (R$60 arquibancada a R$ 200 as cadeiras), choveram críticas contra o aumento dos ingressos e o jeito como querem forçar a barra para os torcedores aderirem ao Sócio Torcedor.

Com isso, o diretor executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro, tentou justificar o aumento com o argumento de que o sócios do Avanti pagam meia-entrada e na região, em Itu, o poder aquisitivo é maior.

“Estão pipocando notícias de que o ingresso está caro, então viemos para falar uma única vez sobre o tema. O Palmeiras fez um estudo do local, temos direito a vender dois tipos de ingresso, e é importante salientar que damos atenção especial ao associado. A discussão se é barato ou não é coisa interna. Sabemos da condição do preço médio e a realidade da região. Tudo foi feito com estudo”, disse Brunoro.

Outra justificativa foi que se jogássemos no Pacaembu, o preço do ingresso ainda seria R$40.

O cartola palmeirense não confirmou se os preços serão os mesmos nos próximos jogos do Verdão.

Algum palpite?

******

O novo uniforme foi hoje para as lojas e já foi um sucesso. As camisas brancas esgotaram. No shopping, o sucesso foi tão grande que o primeiro lote do segundo modelo de camisa, na cor branca, esgotou e teve de ser reposto.

Na Academia Store da rua Augusta, a procura foi maior na cor verde.

A compra deste uniforme dá direito a um ingresso para o jogo contra o América-MG, dia 1º de junho, contra o América-MG, em Itu (SP).

O número de vendas no total equivale ao previsto para uma semana.