Bosco pega apenas uma partida de suspensão

chamada46.gif

“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.” – Ruy Barbosa

Depois daquela palhaçada toda no clássico do Palestra Itália, que poderia nos ter causado a interdição do estádio, o goleiro reserva são-paulino Bosco, que poderia pegar até 20 jogos por simular ter sido atingido por uma pilha, foi condenado nesta quarta-feira pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) a apenas uma partida de suspensão no Campeonato Brasileiro.

Não sei o que seria de nós se o câmera não tivesse flagrado a patifaria do Sr.Bosco, mas creio que teríamos que jogar com os portões fechados em algumas rodadas. Para se defender, o Rojas Brasileiro disse ter levado a mão à cabeça em um “ato involuntário”. A defesa do São Paulo alegou que o atleta não disse ao juiz ter sido atingido pelo objetivo, mas sim apenas entregou a pilha. Quanta vigarice!

Qualquer idiota percebeu que se tratava de uma simulação grosseira, e que o atleta pretendia prejudicar os interesses da Sociedade Esportiva Palmeiras! Ah, vale lembrar que Bosco também foi julgado também por suposta comemoração excessiva, que poderia ter incitado torcedores rivais à violência, mas acabou sendo absolvido da acusação.

Esta é a justiça desportiva que temos no País. Meus parabéns aos senhores do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva por mais esse julgamento exemplar!

Abraço a todos!