Bola parada dá nova vitória ao Palmeiras

Por Fabian Chacur

Mais uma vez, a bola parada de Marcos Assunção ajudou o Palmeiras a sair do sufoco durante uma partida. Desta vez, foi contra o Atlético Paranaense, de quem ganhamos na noite deste sábado (4) por 1 a 0 no estádio do Canindé, perante pouco mais de 10 mil pessoas.

O confronto teve como marcas o baixo nível técnico e a pequena capacidade do Verdão de criar chances reais de gol, enquanto o time paranaense provou ser um forte candidato ao rebaixamento.

Na etapa inicial, as principais oportunidades alviverdes saíram dos pés de Marcos Assunção, em cobranças de falta e assistências, e também de Kleber, pouco inspirado, mas guerreiro como de praxe.

Cicinho foi outra presença positiva, pela direita. Mesmo fraco, o Atlético tentou alguma coisa, e teve seu melhor momento nos pés de Adaílton, que fez boa jogada e chutou por cima do gol de Marcos aos 24 minutos.

No segundo tempo, o time dirigido por Felipão mostrou ainda menos competência para armar jogadas, e o Atlético Paraense teve ao menos umas três boas chances de gol.
Até que, aos 12 minutos, Rômulo tomou o segundo amarelo e foi expulso, deixando o seu time com um a menos.

Nem essa vantagem numérica, ou as entradas de Wellington Paulista, Lincoln e Chico, fizeram com que o Verdão mostrasse um futebol minimamente vistoso ou eficiente.

Tanto que a primeira bola perigosa contra a meta de Márcio só foi concretizada aos 21 minutos, em cabeçada de Wellinton Paulista.

Felizmente, aos 30 minutos a pontaria de Marcos Assunção novamente resolveu a parada. Ele cobrou muito bem escanteio e pôs a bola na cabeça de Chico, que desviou com categoria e decretou a derrota de seu ex-clube, além de fazer o primeiro com o manto sagrado alviverde.

Marcos também fez ótima partida, sempre a postos para evitar as investidas paranaenses.