Baú do Palestra – O duelo dos Palestras

Hoje começa a fase de oitavas de final da Copa do Brasil. No gramado do Allianz Parque teremos o prélio entre Palmeiras e Cruzeiro, ou, se estivéssemos na década de 20 ou 30 do século passado, o duelo entre o Palestra Italia de São Paulo contra o Palestra Italia de Belo Horizonte.

Cabe aqui uma curiosidade: O Cruzeiro (Palestra de BH) foi fundado em homenagem ao Palmeiras (Palestra de SP) em janeiro de 1921.

Explico:

Minas Gerais também recebeu uma leva de imigrantes italianos no início do século XX. A maioria fixou-se em Belo Horizonte e começou a acompanhar o futebol com o entusiasmo que o esporte despertava na população.

Naqueles idos não existia uma clube de futebol puramente italiano em Belo Horizonte. Com isso, os italianos de Minas Gerais torciam pelo Palestra Italia de São Paulo, principalmente acompanhando as notícias publicadas nos jornais mineiros.

Com a chegada do Palestra de São Paulo para a decisão do Campeonato Paulista de 1920, em dezembro de 1920, a torcida mineira ficou ligada nos acontecimento da capital bandeirante, ansiosa pela vitória de seus compatriotas na disputa contra o Clube Atlhético Paulistano.

O Palestra Italia venceu o Paulistano por 2 a 1, sagrando-se campeão paulista de futebol, e a comemoração da torcida palestrina parou a cidade de São Paulo.

Mas não foi apenas aqui que houve uma grande comemoração pelo título. Em Minas Gerais, a numerosa colônia de Belo Horizonte também fez a festa pela vitória.

Foi ai que membros da colônia italiana de BH resolveram, apoiados pela presença do cônsul italiano em sua cidade, fundar um clube para homenagear os italianos de São Paulo e seu clube campeão.

Como a ideia foi extremamente bem recebida, reunidos na fábrica de calçados de Agostino Ranieri, situada à Rua dos Caetés, ficou decidida que a fundação do clube que deveria não apenas homenagear o Palestra de SP, mas também de fazer frente aos três grandes de Minas Gerais: Atlético Mineiro, América e Yale.

Nascia, naquele momento, a Società Sportiva Palestra Itália, criada no dia 2 de janeiro de 1921. A reunião contou com a presença de 95 fundadores pelos presentes o escudo e uniforme que faziam referência às cores italianas, e cuja inscrição SSPI seria gravada no centro do escudo.

Aurélio Noce foi eleito o primeiro Presidente o vice Giuseppe Perona. Bruno Piancastelli, secretário; Aristóteles Lodi, tesoureiro; Domingos Spagnulo, João Ranieri e Antonio Pace, comissão de esportes.

A relação entre as diretorias dos dois clubes foi amistosa durante décadas, mesmo nos anos 1970, quando a Academia do Palmeiras (Leão; Eurico, Luis Pereira, Alfredo e Zeca; Dudu, Ademir da Guia e Leivinha; Edu, César e Nei) disputava jogos eletrizantes contra o Cruzeiro (Raul Plasman; Darci Menezes, Perfumo, Vanderlei e Nelinho; Piazza, Palinha e Dirceu Lopes; Lima, Rinaldo e Joãozinho).

Uma rivalidade mais acirrada entre os clubes só apareceu nos anos 1990, quando, entre 1996 e 2003, Palmeiras e Cruzeiro viveram uma série de jogos decisivos e de mata-matas.

Vamos a eles:

Decisão da Copa do Brasil 1996 – Cruzeiro campeão

14/06/1996 – Cruzeiro 1 X 1 Palmeiras – gols de Marcelo Ramos para o Cruzeiro e do zagueiro Cláudio para o Palmeiras (Mineirão)

19/06/1996 – Palmeiras 1 X 2 Cruzeiro – gols de Luizão para o Palmeiras e de Roberto Gaúcho e Marcelo Ramos para o Cruzeiro (Parque Antarctica)

Decisão da Copa do Brasil 1998 – Palmeiras campeão

26/05/1998 – Cruzeiro 1 X 0 Palmeiras – gol de Fábio Júnior (Mineirão)

30/05/1998 – Palmeiras 2 X 0 Cruzeiro – gols de Paulo Nunes e Oséas (Morumbi)

Decisão da Copa Mercosul 1998 – Palmeiras campeão

16/12/1998 – Cruzeiro 2 X 1 Palmeiras – gols de Marcelo Ramos e Fábio Júnior para o Cruzeiro e de Roque Júnior para o Palmeiras (Mineirão)

26/08/1998 – Palmeiras 3 X 1 Cruzeiro – gols de Cléber, Oséas e Paulo Nunes para o Palmeiras e Fábio Júnior para o Cruzeiro (Parque Antarctica)

29/12/1998 – Palmeiras 1 X 0 Cruzeiro – gol de Arce (Parque Antarctica)

Quartas de final da Copa Mercosul 1999 – Palmeiras classificado

22/10/1999 – Palmeiras 7 X 3 Cruzeiro – gols de Paulo Nunes (2), Evair (2), Euller (2) e Alex para o Palmeiras e Isaías, Ricardinho e Fábio Júnior para o Cruzeiro (Parque Antarctica)

29/10/1999 – Cruzeiro 2 X 0 Palmeiras – gols de Muller e Valdo (Mineirão)

Quartas de final da Copa Mercosul 2000 – Palmeiras classificado

1/11/2000 – Palmeiras 3 X 2 Cruzeiro – gols de Juninho, Tuta e Magrão para o Palmeiras e Geovani e Sorín para o Cruzeiro (Parque Antarctica)

8/11/2000 – Cruzeiro 1 X 2 Palmeiras – gols de Galeano e Arce para o Palmeiras e Sérgio Manoel para o Cruzeiro (Mineirão)

Quartas de final da Taça Libertadores da América 2001 – Palmeiras classificado

23/05/2001 – Palmeiras 3 X 3 Cruzeiro – gols de Lopes (3) para o Palmeiras e Oséas, Geovani e Joge Wagner para o Crzueiro  (Parque Antarctica)

30/05/2001 – Cruzeiro 2 X 2 Palmeiras – gols de Alessandro e Cris para o Cruzeiro e Arce e Alexandre para o Palmeiras (Mineirão) – Esta disputa foi para os pênaltis e terminou com a vitória do Palmeiras por 4 a 3 (ambas as equipes erraram várias cobranças durante as penalidades).

Para finalizar com um grande vídeo, decidi que iria colocar outra partida entre Palmeiras e Cruzeiro, e não as que citei acima (facilmente encontradas no Youtube), mas um jogão de 1970, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro daquele ano, com direito ao grande Tostão no ataque mineiro. Vitória do Palestra paulista por 4 a 2.

Abraço a todos!