Baú do Palestra – Equilíbrio no clássico da Libertadores

Nesta quarta-feira teremos o clássico contra o Nacional de Montevidéu, válido pela terceira rodada da primeira fase da Taça Libertadores da América de 2016.

O confronto entre as duas equipes, que neste ano já decidiram o torneio amistoso Copa Antel (com vitória dos uruguaios, nos pênaltis, após empate por 0 a 0), é um dos mais tradicionais envolvendo equipes dos dois países e já foi disputado 15 vezes.

Em 15 confrontos o equilíbrio é total: cinco vitórias para cada lado e cinco empates. O Verdão marcou 24 gols e levou 19.

Pela Libertadores da América foram seis jogos, com três empates, duas vitórias do Nacional e uma vitória do Palmeiras.

Pela Libertadores, o clube uruguaio venceu o Verdão em 1971, pelas semifinais, nas duas partidas; 3 a 1 no Pacaembu e 3 a 0 no Centenário.

Também pela Libertadores, na edição de 2009, o Verdão novamente encarou o rival uruguaio e novamente não teve sucesso. Foi eliminado após dois empates com o critério do gol fora de casa; 1 a 1 no Parque Antarctica e 0 a 0 no Centenário.

Porém, quando o assunto é goleada o Palmeiras é o dono do maior placar do confronto, com um 5 a 0, em Montevidéu, pela Copa Mercosul de 1998.

periquitoA campanha da Copa Mercosul ainda reservou uma segunda vitória sobre o Nacional, por 3 a 1, dentro do Parque Antarctica.

Retornando ao jogo de 1971, quando fomos derrotados por 3 a 0, dois gols do jogo foram marcados por um jogador que apesar do pouco tempo com a camisa do Verdão, marcou sua passagem com muitos gols. Trata-se do argentino Artime, que jogou pelo Palmeiras entre 1968 e 1969.

Como foi dito anteriormente, em janeiro deste ano os dois clubes se enfrentaram pela Copa Antel, torneio de inicio de ano lá no Uruguai. A partida terminou 0 a 0 e os uruguaios ficaram com o troféu após vitória por 5 a 4 nos pênaltis.

Sobre o confronto de amanhã, após vencer as duas últimas partidas disputadas (2 a 0 sobre o Rosário Central; e 4 a 1 sobre o Capivariano) o Palmeiras ainda busca uma vitória convincente contra um adversário de tradição.

Até porque no final de semana teremos o clássico contra o São Paulo, no tradicional Choque-Rei que será disputado no Pacaembu.

Precisamos embalar nesta temporada de 2016, pois temos elenco (dentro da realidade brasileira) para disputar e vencer títulos.

Abraço a todos!