Alberto Valentim apostou em Keno e o talento fez a diferença

Estava tão na cara que o Palmeiras venceria o Atlético-GO, que venceu mesmo. E venceu bem, com direito a uma ótima atuação do atacante Keno, que entrou no lugar do Deyverson. Uma ótima aposta do interino Alberto Valentim.

Além de optar por um atacante muito mais rápido e criativo, o treinador não o deixou preso no meio da marcação. O Keno jogou pelo lado direito, mas também alternava o posicionamento com o artilheiro Willian Bigode, que também estava jogando bem mais solto e no meio da área.

A principal diferença foi que a bola conseguia chegar ao ataque com mais frequência e aquele “chuveirinho” sem vergonha parece ter sido abandonado pelo time. Para mim, quando o cruzamento acaba sendo o único recurso de uma equipe é porque ela não tem repertório.

Claro que o time ainda tem muitos problemas para serem solucionados. Moisés é um jogador excelente, mas é evidente que ele não está 100% fisicamente, não tem o mesmo pique e isso prejudica o time. O Alberto Valentim não deve promover grandes alterações no time até o final da temporada, mas espero que ele consiga ao menos fazer com que as peças importantes que temos possam render mais.

Com um ambiente mais leve, tenho certeza que esse time pode render muito mais do que estava rendendo. A mudança, embora tenha sido conturbada, era necessária. Esse time não iria melhorar com o Cuca! Ele já teve muito tempo para treinar, mas se mostrava desanimado e desgastado demais.

Será que cabe mais alguma alteração? Acho que já deu pro Egídio e podemos testar uma outra solução para a ala esquerda. Sei que o Michel Bastos ainda não jogou bem por aqui mas, quem sabe agora?

Enfim, o time reagiu de forma positiva a essa mudança no comando, Keno deu um show de bola, com três assistências incríveis e conseguimos uma boa vitória. Agora, eles têm que manter o ritmo pelo menos até a quinta-feira, quando vamos encarar a Ponte Preta, do Eduardo Baptista, no Pacaembu.

Abraço a todos!