Acorda enquanto é tempo, Tite!

Olá a todos! Fazendo minha estréia aqui no http://www.mondopalmeiras.net/, gostaria de atentar para um fato que está corroendo meu fígado já há algum tempo: o esquema tático do Tite.

Esse famigerado esquema 3-6-1, que o treinador adotou quando estávamos na zona de rebaixamento, já deu o que tinha de dar. Não dá para o Palmeiras continuar adotando esse esquema, especialmente em jogos no Palestra Itália, onde a conquista dos três pontos é crucial. Todos sabem que em campeonatos de pontos corridos, o que conta, na maioria dos casos, é a regularidade. Digo na maioria dos casos, porque no ano passado o que determinou o campeão foi uma bela “canetada” do seu Zveiter (aliás, por onde anda nosso caro jurista?). Mas voltando ao assunto pertinente, acho que o Tite deveria urgentemente adotar o esquema 4-4-2 para jogos em casa, e o 3-5-2 para jogos fora. Esse 3-6-1 deveria ser adotado só em casos nos quais fosse crucial segurar o resultado da partida, por exemplo, quando estivéssemos ganhando de 2×0 e jogando fora. Aí, acredito que o 3-6-1 seria útil. De outro modo, devemos jogar para ganhar, porque como diz meu amigo Fabian (inspirado no amigo dele Sérgio Lucci), em campeonato de pontos corridos, empatar demais é “caixão e vela preta!”

Portanto, vou repetir, seo Tite, porque sei que o senhor acessa os fóruns do Palmeiras: sai desse esquema de retranca! O time tem de ser: Marcos (ou Diego), Paulo Bayer, Nem, Dininho e Chiquinho; Wendell, Francis (ou Marcelo Costa), El Mago Valdivia e Juninho (ou Marcelo Costa); Edmundo e Enilton (ou Marcinho “Porpeta”). Com os volantes fechando as descidas do Bayer. Valdivia tem de jogar, para ganhar ritmo. Juninho ou acorda, ou vai para o banco. E de uma vez por todas: fora com Alceu e Michael “O doutor me ama”, por favor. Acorda enquanto é tempo!