A Vida dos Outros

Já que a gente não resiste em falar dos outros clubes, este que vos tecla escreverá uma coluna semanal só para comentar a vida dos rivais do Brasil e do mundo. Bom humor, reflexões sem nexo e o que pintar na minha cabeça irão imperar. Espero que gostem.

***********************************************************************

Superstição

O glorioso time da marginal sem número, aquele que só nos dá alegrias, agora ataca de superstição para garantir que levará a Copa do Brasil. “Vencemos as duas decisões nas quais o segundo jogo foi fora”, garantem. Eu também acredito, mas por outras razões, do tipo arbitragem, pressão sobre o time menor etc. Se eles perderem o título, para mim será o sinal do fim dos tempos. A capacidade “deles” de manobrar bastidores para detonarem times menores é inesgotável, vide o que rolou em 2002 contra o pobre Brasiliense. Fiquem de olho!
************************************************************************

Pênalti pra fora de novo e Nosferatu Bacalhau

Alguém estranhou Mr. Edworld perdendo pênalti decisivo pela culionésima vez? Nem mesmo Flávio Canuto, edmundista de quatro costados. A novidade, aqui, ficou por conta de o cara ter raspado a cabeça, para se punir. Ficou aterrorizante, um misto de Nosferatu de Murnau/Herzog e do Michael Stype, vocalista do R.E.M. Disse que iria abandonar o futebol, mas foi peitado por “Mafioso” Miranda. “Ele vai cumprir o contrato, eu quando digo algo, é uma vez só”. Nooooossa!
************************************************************************

Tarja cada vez mais preta

O genial apelido dado a Emerson Leão por Flávio Canuto se mostra cada vez mais atual. Menos de seis meses após ter voltado ao Santos, o técnico sai em meio a um clima horrível criado especialmente por suas confusões habituais. Não o acho um mau técnico, mas é figura para times médios ou pequenos. Alguém na tevê disse que ele tende a virar profissional para livrar equipes do rebaixamento. Assino embaixo.
******************************************************************************

Cuca, um eterno quase campeão?

 E o Botafogo do Cuca novamente fica perto, mas morre na praia. E perder para os Manos do Menezes de Dentinho e Chicão é de doer. Nessas, o Mister Faixa continua sem uma como treinador, e é cotado para o Santos. Falem sério: alguém queria mesmo ele no Palmeiras? Nada contra, mas o acho um Caio Júnior melhorado, se tanto.
********************************************************************************

Torcer para o Fora, Nelsinho: que horror!

 Cabe ao palmeirense, agora, torcer para que o detestável Sport Recife de “Fora, Nelsinho!” Batista detone o time de “André Sanche”, o comedor de esses. Vai ser dose confiar nele, eterno treinador dos gambás, e em “sumidades da bola” como Carlinhos Sem Bala, Romerito Largo, Magrão e quetais. Enfim, fazer o que?

Até semana que vem, se Deus quiser, e ele há de querer!

**********

Ouça também o Torpedo Verde, boletim diário da Rádio Mondo Palmeiras.