A vida dos outros

chamada_139

Considerações e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras.

******

A longa e sinuosa estrada que levou ao mesmo lugar

Tem coisas que mais parecem piadas prontas, embora sejam a mais pura verdade. Em 2008, o Fluminense estava na zona do rebaixamento do Brasileirão. Qual foi a solução encontrada por seus dirigentes? Mandar o técnico Renato Gaúcho embora. Em 2009, o mesmo Fluminense está na mesmíssima zona da degola do Brasileirão. Adivinhem como a cartolada pó de arroz acha que a situação será resolvida? Demitindo o ultrapassado técnico Carlos Alberto Parreira e contratando…….Renato Gaúcho! Parece roteiro de programa do Chaves……. Aí, o time cai para a segundona e os caras vão vir dizer que Deus não ajudou, que futebol tem dessas coisas etc.

******

Nana, neném, que o Cuca não vai pegar mais nada

Muita gente ainda não percebeu, mas existe um reality show anual no mundo do futebol. Chama-se campeonato brasileiro, e os concorrentes são os treinadores das vinte equipes. O prêmio é apenas manter o emprego e continuar ganhando o seu salário. A cada rodada, mais alguém samba. Desta vez, foi o glorioso Cuca Faixa, que não conseguiu administrar a falta de profissionalismo de Adriano ex-Imperatriz e agora aumenta o número de desempregados no setor. Quem será o próximo? Flávio Canuto aposta todas as suas fichas em Tite Bandeira, apoiado pelo Goleiro Verde. Se bem que, agora, a sombra de Muricy Ramalho já saiu de cena…

******

E ainda tem gente que duvida do baixo nível do Brasileirão…-1

Quando digo que o nível do futebol brasileiro infelizmente está bem baixo, tem quem duvide. Pois bem. O centroavante Roger, que o time do Jardim Leonor trouxe da Ponte Preta em 2005 como grande esperança, fracassou por lá e também no Verdão, Sport e Fluminense. Pois não é que o cara virou artilheiro do Vitória, com oito gols no atual brasileirão? Aproveitando a deixa, o clube presidido por J.J. Whisky está tentando despachá-lo para a França, como forma de conseguir faturar algum com esse abacaxi, cujo vínculo com o tricolixo só acaba no meio do ano que vem. O Vitória promete pedir ajuda ao ministro dos esportes, Orlando Silva (o cantor era bem melhor….), para manter o “super craque” em seu time. Coisa feia…

******

E ainda tem gente que duvida do baixo nível do Brasileirão…-2

Seguindo na mesma linha da nota acima, vale a lembrança. O atual artilheiro do campeonato brasileiro é o luminar da bola que atende pelo nome de Val Baiano. Com nove gols, o centroavante do Barueri de Estevan “Fred Flintstone” Soares e já rodado atleta supera até o momento a concorrência com algum mérito, embora seu futebol seja bem limitado. Mas fazer gols, ele sabe: é o maior goleador da história da Série B do Brasilerão, com 48 tentos assinalados em tal torneio. Do jeito que a coisa vai, não estranharei nada se um dia desses o glorioso Alex Afonso não desandar a fazer gols, também.

******

Ricardo e seus Gomes tentam se classificar para a série B em 2010

Enquanto isso, naquele Jardim Leonor que a torcida alviverde tanto abomina, a coisa está mais feia do que a chuva que caiu em Sampa City durante toda a última sexta feira. Mesmo arrancando um empate do Inter de Tite Bandeira, Ricardo e Seus Gomes ocupam atualmente a décima quarta posição na tabela, a apenas três pontinhos da zona do rebaixamento. E com direito a saldo negativo de gols e tudo. Se continuar nesse embalo, a vaga “delas” na série B em 2010 tem tudo para ser conquistada. E o próximo adversário é o Barueri, na casa dos caras. Será que começo a esfregar as mãos ou ainda é muito cedo? E façam as suas apostas: até quando Ricardo Gomes fica no cargo? E se o time cair, será que o Rogério Ceni encara o desafio de jogar a segundona como fez o nosso São Marcos?

******

Semana que vem tem mais, se Deus quiser, e ele há de querer! Agradeço aos patéticos adversários, sempre me fornecendo boa munição para a coluna!

*******

Ouça também o Torpedo Verde, o boletim diário da Rádio Mondo Palmeiras.