A vida dos outros

chamada_130

Considerações e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras.

*******

Trocar competência por griffe falida dá nisso
Após ter salvo o Fluminense de um virtual rebaixamento em 2008, o bom treinador Renê Simões levou o cartão vermelho da equipe carioca. Resolveram optar pelo veteraníssimo Carlos Alberto Parreira, que já deu o que tinha que dar como técnico há muitos e muitos anos. Só podia dar errado.

Após eliminação precoce do campeonato carioca, o tricolor das Laranjeiras foi eliminado de forma patética da Copa do Brasil pelos Manos do Menezes, mesmo com o Ducho não tendo jogado absolutamente nada nas duas partidas. Posso até quebrar a cara, mas se esse cidadão ficar por lá até o final do Brasileirão, duvido que consiga ficar entre os cinco primeiros colocados.

*******

Plumas e paetês continuam predominando no Jardim Leonor
Na edição do dia 17 de maio da coluna Painel FC da Folha de S. Paulo, nota informou que a equipe do Jardim Leonor montou um quiosque para que seus atletas possam cuidar de sua aparência. Quem deu a informação foi Giba, que exerce a função, pasmem, de cabeleireiro na equipe dirigida por Muricy Sem Dentes.

Que essa agremiação esportiva é “diferenciada”, a gente sabe há muito tempo, mas, pelo visto, os caras tentam tirar o troféu de “time da piada pronta” daqueles nossos fregueses presididos por André Sanche, o adorável comedor de esses…

*******

Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí…
A diretoria do Santos, aquele time que entregou de bandeja o título paulista de 2009 para Dentinho e sua turma, tenta se livrar de todas as formas do zagueiro Fabiano Eller, um dos ídolos de Raul Bianchi (que insiste em chamar o ex-jogador do Verdão de Fabiano “Elllér”). A razão: o fato de o cara ganhar 180 mil reais por mês. Gozado. Quando assinaram o contrato, eles não perceberam que era um caminhão de dinheiro para um zagueiro apenas razoável?Agora, choram as pitangas.

O Dick Vigarista Tricolor tentou empurrar o fracassado lateral Wagner Diniz para os “sardinhas”, na base da troca por empréstimo. Vai saber quem perderia mais em uma transação desse tipo…

*******

Como jogar dinheiro público na privada em um país paupérrimo
Depois, tem gente que não entende porque eu era contra o Pan de 2007, e porque não apoio a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. O Parque Aquático Júlio de Lamare, no Rio, que precisou de um investimento de aproximadamente 10 milhões de reais para ser usado no citado evento, será demolido. Isso mesmo: demolido.

Enquanto isso,calcula-se que boa parte dos 430 milhões de reais que serão necessários para recuperar o Maracanã, virão de recursos públicos, ao contrário do que se dizia, que a totalidade dos mesmos surgiriam da iniciativa privada. Tremo só de pensar o montante que o governo jogará na privada até 2014. Enquanto isso, saúde pública, previdência, segurança etc permanecem sem verbas suficientes.

*******

Elvis não morreu volta ao cartaz em Santo André
O Santo André investe em contratações. Após trazer, no ano passado, o queridíssimo “Gambazinho” Carioca, a equipe do ABC paulista agora ataca de sessão nostalgia. Voltaram às suas hostes dois atletas que fizeram parte do time que ganhou o maior título da sua história, o da Copa do Brasil do já distante 2004, contra a equipe do Flamengo, em pleno Maracanã.

Elvis, autor do gol do título, e Dirceu, que teve atuação destacada na partida final, estão de volta ao clube. Apesar do bom início desse time no Brasileirão 2009, não estranharei se o mesmo estiver entre os rebaixados, no final da competição.

*******

Semana que vem tem mais, se Deus quiser, e ele há de querer! Agradeço aos patéticos adversários, sempre me fornecendo boa munição para a coluna!

*******

Ouça também o Torpedo Verde, o boletim diário da Rádio Mondo Palmeiras.