A vida dos outros

Considerações e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras.

*******

Paulo Bonamigo, o novo filósofo da bola
Responsável por uma campanha abaixo da crítica quando treinou o Palmeiras em 2005, Paulo Bonamigo entrou na Lusa com tudo. Semana passada, atacou de “vitória atrai vitória”. Desta vez, o “treineiro” nos oferece outra pérola da pseudofilosofia boleira. Confiram: “O grupo tem consciência de que precisa filtrar as situações positivas, porque agora todo detalhezinho vai ser um fator importante”. Adoraria ver a cara dos Christian, Athyrson e Edno da vida olhando para a cara do cidadão e tentando entender o que o mesmo quis dizer com frase tão clara, concisa e recheada de conteúdo.

*******

Ainda não entendeu porque os clubes são escravos da televisão?
Essa notícia é legal para quem ainda não sabe o porque os clubes são tão escravos das emissoras de televisão, que marcam jogos nos dias e horários mais estapafúrdios, sendo sempre atendidas. Após seus dirigentes dizerem que só um milagre permitiria acertar os salários de janeiro e o 13º do ano passado, o Flamengo pagou tudo e não deve mais nada, por enquanto. O tutu veio graças ao adiantamento de 10 milhões de reais referentes ao adiantamento de cotas de patrocínio da televisão, algo que ocorre com frequência. Desse jeito, os clubes só podem dizer uma frase às tevês: “sim, senhor!”.

*******

“Loucas Pela Libertadores” perdem na audiência
Aquele time do Jardim Leonor cujo símbolo deveria ser o personagem dos desenhos animados Dick Vigarista teve sua mais recente partida pela Taça Libertadores da América transmitida pela Rede Globo, com direito até a seu locutor principal, Galvão “É tetra, é tetra!” Bueno, na noite da última quarta-feira. Deu 23,7 pontos no Ibope. Sabem quanto deu, na mesma emissora e com os Cleber Machados da vida narrando, a rotineira partida pelo Paulistão entre Ituano e Palmeiras? Anote aí: 25,6 pontos, ou seja, quase dois a mais do que “elas”. Será que esse povo não vê nem mesmo os jogos pela televisão? E isso porque vivem boa fase. Imaginem quando começarem a apanhar…..

*******

Deveriam esperar uma sexta-feira 13!
Está programada para o dia 10 de abril a estréia nos cinemas do mais novo filme de terror, digo, documentário brasileiro. Trata-se de Fiel, com direção de Andréa Pasquini e roteiro de Marcelo “Feliz Ano Velho” Rubens Paiva e Serginho “Fala Garoto Velhinho” Groisman. Tem tudo para ser fracasso de bilheteria e sucesso nas barracas de camelôs, em versão Capitão Gancho. Mas eles erraram a data. Deveriam lançá-lo na próxima sexta-feira 13, que será em novembro.

*******

Estréia em São Paulo peça inspirada em Emerson Leão
Quando viu a programação teatral em São Paulo, Flávio Canuto tomou um susto e me ligou. “Estão estreando uma peça inspirada em Emerson Leão?”, perguntou-me, referindo-se a seu herói e técnico favorito. Calma, baluarte máximo de Itu, Tatuí e arredores! O monólogo de fato tem o título O Homem da Tarja Preta, mas o autor, o psicanalista Contardo Calligaris, inspirou-se em outro tema para criá-lo. Ufa! Enquanto isso, ao ser questionado sobre se o Atlético Mineiro, seu atual clube, conseguirá se manter jogando bem até o final do ano, disparou frase simpática e polida: “temos prazo de validade de acordo com a ignorância de quem fala”. Então, tá!

*******

Semana que vem tem mais, se Deus quiser, e ele há de querer! Agradeço aos patéticos adversários, sempre me fornecendo boa munição para a coluna!

*******

Ouça também o Torpedo Verde, o boletim diário da Rádio Mondo Palmeiras.