A vida dos outros

Considerações e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras.

********


Piada pronta vestida de vermelho, preto e branco-1

Ao ler a página C2 do caderno Cotidiano da Folha de S. Paulo do dia 26 de fevereiro (quinta-feira), deparei com a matéria “Motorista deve evitar entorno do Morumbi hoje à noite”. A mesma recomendava aos motoristas evitar a região do estádio Cícero Panetone de Toledo por causa da partida entre Jardim Leonor e Oeste, dando dicas de como não passar por ali. O melhor ponto do texto eu transcreverei na íntegra: “Cerca de 15 mil pessoas devem ir ao estádio”. Logo que li essa frase, sabia que a mesma iria acabar aqui. Adivinhe porque?

********

Piada pronta vestida de vermelho, preto e branco-2
A resposta é óbvia. Duvidava que tanta gente fosse, em uma quinta-feira à noite, ver uma partida tão desinteressante. Ainda mais uma “torcidinha” que, como diria minha amiga Flávia Camargo, “ou é tiete, ou testemunha”. Fui conferir o público presente no jornal do dia seguinte. Lá vai: 4.791 testemunhas conferiram o retorno de Rogério Ceni, ídolo do Goleiro Verde. Ou seja, apenas um terço da estimativa feita no dia anterior. Adoraria saber quem foi o “gênio” que previu ser possível 15 mil fãs de Richarlyson e companhia irem a esse jogo…

********

Como é dura a vida do pobre Ducho…
Após quase dois meses só treinando, comendo, dormindo e freqüentando a “náite”, Mr. Ducho está agora viajando com a delegação dos Manos do Menezes. Ao ser perguntado acerca desse retorno, em um aeroporto, o irmão gêmeo do finado Bussunda soltou a pérola: “é, essa é a parte chata do futebol, mas fazer o que?” Realmente, chata para caramba, não é mesmo? Hotéis luxuosos, comida de primeira, tratamento de estrela…… Esse cara parece que não se lembra de suas origens. Deveria dar uma passadinha nas Rocinhas da vida, para ver o que é bom para as banhas.

*********

Marcinho Porpeta, quem diria, acabou no Furacão
Quando começamos Mondo Palmeiras, Raul Bianchi adorava detonar o meia Marcinho, ex-São Caetano, apelidando-o de Marcinho Porpeta, pelo fato de o mesmo ser meio gordinho. Em 2007, o jogador foi para o Cruzeiro, amargando um banco daqueles. Agora, chegam novas notícias do atleta. Ele estava na reserva do colombiano Ferreira no fraquíssimo time do Atlético Paranaense, mas virou titular com o empréstimo do mesmo para o futebol americano. E estreou bem: fez dois gols na vitória por dois a zero contra o “imbatível” Iguaçu, no campeonato paraense. Ele, agora, joga ao lado de Rafael Moura, aquele que esteve no time da Marginal Sem Número. Como diria Roberto Avallone, “Meu Deus!”.

*********

Viola é gerente do banco do time do Rezende
Estranhei o fato de, ao ver a partida entre Rezende e Flamengo, vencida pela equipe interiorana, não ter notado a presença de nenhum veterano folclórico por lá. Pois fui pesquisar e descobri que a merda fede: temos um, sim. Ele mesmo: Viola, que pelo visto deve ter virado o gerente do banco de reservas do clube, que está completando 100 anos de existência. Violinha, com seus 38 anos de idade, corre o risco de ser campeão da Taça Guanabara, na final que o seu time disputará contra o Botafogo. Do outro lado, o glorioso Maicosuel, que virou camisa 10 e craque da equipe da Estrela Solitária. Pelo visto, o nível do futebol carioca está maravilhoso, heim? Socorro!

*********

Semana que vem tem mais, se Deus quiser, e ele há de querer! Agradeço aos patéticos adversários, sempre me fornecendo boa munição para a coluna!

*********

Ouça também o Torpedo Verde, o boletim diário da Rádio Mondo Palmeiras.