A vida dos outros

Considerações, gozações, críticas e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras.

*****

Tchau, trouxas!
Quando chegou ao time do Jardim Leonor, Adriano Imperatriz veio todo humilde, prometendo suar a camisa “delas”. Pois bastou voltar à seleção brasileira e se recuperar para sair fora da equipe que lhe deu acolhida. Nem jogo de despedida irá fazer. E o tal time não ganhou rigorosamente nada com a sua presença. Na verdade, até perdeu. Ah, se isso tivesse acontecido com o Palmeiras…. Iriam nos rotular de otários para cima. Mas que eles levaram um “tchau, trouxas!” do cara, ah, lá isso, levaram.

*****

O goleiro toma o lugar do mordomo
Nos filmes de mistério de antigamente, o mordomo era sempre o culpado pelos crimes cometidos. No futebol, esse atributo costuma ser do goleiro. Com aquele time péssimo, o técnico Raul Bianchi, êpa, Mano Menezes, resolveu eleger, mesmo que de forma velada, o goleiro Felipe como o responsável pela “perca” da Copa do Brasil. Azar deles, que ficarão com Júlio “O Retorno da Múmia” César na sua meta. Se bem que do jeito que a Segundona está ridícula este ano, até um cone se incumbiria da missão. Ou mesmo um mordomo.

*****

Selenike está dando sono e vergonha-1
Acompanho seleções brasileiras desde aquela maravilhosa de 1970, quando era molequinho, e confesso que há muito não via uma tão ruim como a do Dunga. Maicon, Gilberto, Gilberto Silva, Júlio César, Adriano, é um perneta atrás do outro. Além disso, o “treineiro” não consegue dar um padrão de jogo à equipe. Resultado: vexame em cima de vexame, culminando com a inacreditável derrota para a Venezuela. Esse timinho sem imaginação só nos dá sono e vergonha.

*****

Selenike está dando sono e vergonha-2
Conhecido por não ser exatamente confiável, o dirigente máximo da CBF, Ricardo Teixeira, enfiou Ronaldinho Gaúcho goela abaixo de Dunga, e o convocou para jogar as Olimpíadas. Creio que a seleção terá a mesma missão do time de Muricy Sem Dentes em relação à Imperatriz, ou seja, recuperar um jogador para que outro clube possa colher os frutos. A diferença é que Adriano não serve nem para amarrar as chuteiras do Ronaldinho, este, sim, um craque.

*****

Selenike está dando sono e vergonha-3
Melhor do Brasil na partida contra a Argentina: Julio Batista. Sempre achei esse jogador comum e sem cacife para jogar na seleção, mas quebrei a cara. Ele evoluiu muito desde que saiu do time presidido por J.J. Whisky. Marca com eficiência, corre bastante, aprimorou muito a técnica, chuta bem e não é fominha, além de saber jogar para a equipe. Não se trata de um craque, mas é o tipo do jogador que qualquer time que deseja ser campeão precisa ter.

Semana que vem tem mais, se Deus quiser, e ele há de querer!

*****

Ouça também o Torpedo Verde, o boletim diário da Rádio Mondo Palmeiras.