A vida dos outros

Considerações e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras. 

As cinco maiores vaciladas dos adversários em 2008-1
Bem, meus caros, agora é a época de “mercado da bola”, “os melhores do ano”, “retrospectiva do ano” e embromações do gênero, até que 2009 comece. Como A Vida dos Outros faz parte do mundo real, também vou mergulhar de cabeça nessa. Acompanhe, então, o que considero as cinco maiores vaciladas dos nossos patéticos adversários. E já começo logo de cara com o time presidido por André Sanche, o comedor de esses. Que tal perder Copa do Brasil para o glorioso Sport Recife? E ainda mais: para um time dirigido por Nelsinho Batista, que seis meses antes os havia rebaixado para a Segundona? Sensacional, no mínimo! Alegrar as nossas vidas é com o time de Marginal Sem Número, hoje e sempre! 

*******

As cinco maiores vaciladas dos adversários em 2008-2
Chuta Leo Lima lá de longe, vai Rogério Ceni na bola e, epa, que frango!” Essa, queridos palmeiristas, eu tive a honra de ver no campo. O timinho do Jardim Leonor teve de vir com essa história furada de gás de pimenta para tentar diminuir nossa grande vitória contra “elas”, na semifinal do Paulistão 2008. O frangaço do “gayleiro” tricolor foi um dos melhores momentos proporcionados por um adversário. E nesse dia, ainda tiveram de engolir gol do Valdívia. Valeu, Anão Cunha, chupa essa manga!

*******

As cinco maiores vaciladas dos adversários em 2008-3
Será que ainda existe alguém que acredita ter sido “sensacional” a contratação de Adriano pelo time do Jardim Leonor? Fez uns golzinhos, é verdade, mas na prática, só travou a equipe deles, que, para minha alegria, deu um vexame atrás do outro enquanto a Imperatriz esteve por lá. Nem mesmo aquele absurdo gol de mão na primeira partida da semifinal do Paulistão lhe rendeu frutos positivos. E tem mais: se ele tivesse ficado no Brasileirão, a história do torneio certamente teria sido diferente. Esse, sim, foi o Mico do ano!

*******

As cinco maiores vaciladas dos adversários em 2008-4
Que tal perder classificação para semifinal da Copa Libertadores da América no último segundo de jogo? E ainda mais para um time sem nenhuma tradição no torneio, tipo um Fluminense da vida? Pior: em fase (quartas-de-final) na qual a equipe em questão nunca havia sido eliminada? Pois a agremiação esportiva presidida por J.J. Whisky personificou tal vexame. Por sinal, o terceiro ano consecutivo em que esse timinho asqueroso foi vítima de carrasco brasileiro na Liberta. Não dizem por aí que os caras vencem todas? Então, tá “bão”!

*******

As cinco maiores vaciladas dos adversários em 2008-5
Acabei colocando essa como a última, mas provavelmente deve ter sido o mico do ano. Renato Gaúcho, antes de disputar a final da Libertadores 2008, tirava sarro dos adversários e cantava vitória antes da hora. Não só conseguiu a façanha de perder o título para a LDU do Equador, país que nunca havia conquistado uma competição dessa envergadura em sua história, como também estava encaminhando o Fluminense para a segundona, quando tomou o vermelho. Aí, para coroar seu “ano perfeito”, levou o Vasco da Gama pela primeira vez rumo à Champions League de Copacabana. Isso, sim, é pagar mico!

*******

Semana que vem tem mais, se Deus quiser, e ele há de querer! Agradeço aos patéticos adversários, sempre me fornecendo boa munição para a coluna!