A Vida dos Outros

Considerações e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras.

*********************************************************************************
Adriano, o ex-jogador no qual o Flajuto insiste em acreditar

Cada um acredita no que quiser. Saci-pererê, mula sem cabeça, título dos gambás sem mutreta, político honesto… No entanto, apostar suas fichas em certas coisas é realmente pagar mico até o talo.

Adriano Imperador recebeu a chance de número 1.397 no Flamengo. Isso depois de ter deitado e rolado naquele clube antes presidido por André Sanche, o adorável comedor de esses, e de enrolar seus contratantes nos últimos três anos no melhor estilo chinelinho.

O discurso do ex-jogador em atividade, ao retornar ao time que o revelou, seguiu os versos daquele antigo e adorável sucesso do Rei Roberto Carlos: “daqui pra frente tuuuuudo vai ser diferente…”. Na verdade, parece que será igualzinho mesmo.

Após algumas divergências em relação ao tratamento que fazia para se recuperar, o atacante voltou a treinar. Só que na última segunda-feira (3), deu um solene cano na comissão técnica do clube.

Ele mesmo admitiu que estava na comunidade da Vila Cruzeiro, seu lugar de origem, ao invés de ir cumprir seus deveres como profissional. O mais curioso foi ouvi-lo dizer que “essa é a minha última chance. Se eu não aproveitar, será o meu fim”.

Raios. Se ele sabe disso, porque não deixa de pisar na bola e aproveita a culionésima oportunidade que recebe para mostrar que ainda se interessa por jogar bola? Depois vira um Garrincha da vida e ainda vai ter neguinho morrendo de pena dele. Semeie vento…

*********************************************************************************
Patrícia Tamborim promete cobranças: Dorival vai dançar?

E já que o assunto é o rubro-negro carioca, vale registrar a entrevista concedida à imprensa por sua nobre presidente, Patrícia Tamborim, digo, Amorim, na última quinta-feira (6), véspera de feriado.

A moçoila prometeu cobrar o elenco e a comissão técnica do Flajuto, exigindo melhoras no desempenho do seu time, que no início desta rodada ocupava a fraquíssima 13ª posição, muito longe da vaga na Libertadores, objetivo deles nessa temporada.

Zé das Tranças até que está fazendo seus gols, mas as vitórias aparecem em número bem menor do que imaginavam lá pelos lados do Ninho do Urubu. Isso, mesmo com a demissão de Joel Prancheta.

Nem é preciso dizer que esse recado deve ser levado muito a sério pelo atual treinador do clube, Dorival Júnior.

Afinal, a regra de Patty Tambourine é aquela de sempre: time perdeu, pé nos fundilhos do técnico, seguida pela contratação de outro otário de plantão e vida que segue. Luxa e Prancheta já sentiram o resultado dessa fórmula este ano.

*********************************************************************************
Novela da Taça das Bolinhas continua firme e forte; pode?

A Vida dos Outros é uma coluna masoquista que adora acompanhar novelinhas absurdas do mundo da bola. Tipo a do Paulo Henrique Ganso, por exemplo, que se recusa a caminhar para um fim rápido.

Só que existem outras que conseguem ir muito, mas muito além mesmo no quesito longevidade. A campeã na área é a célebre disputa da Taça das Bolinhas entre Flajuto e Tricolixo. Acredite: tivemos novos capítulos esta semana. Obviamente, não decisivos.

A 15ª Vara Cível da Justiça Federal em São Paulo negou recurso do SPFC (Saco de Pancadas Futebol Clube), que desejava reaver a posse do mítico troféu. O mesmo recurso havia sido negado pela 18ª Câmara Cível do Rio.

Agora, o próximo passo é aguarda o que dirá a Justiça no Recife sobre o processo do reconhecimento do título brasileiro de 1987 (quando muitos leitores deste blog seguramente não haviam ainda nascido) em nome de Zico Pinguim.

Acompanhar essa treta entre os dois clubes é tão emocionante e prazeroso como encarar um desses congestionamentos absurdos em véspera ou retorno de feriado prolongado…

*********************************************************************************
Chen jogos relacionado, mas sem entrar em campo nunca

Contratado como uma “bela estratégia de marketing”, segundo os dirigentes do eterno e único Clube da Piada Pronta, o chinês Chen Zizhao (ou Zizao, ou Zizão, ou Chen Ver Gonha, ou sei lá!) ficou mais uma vez no “agora vai, mas acabou fondo”.

O jogador foi relacionado por Empatite para a partida contra o Figueirense, realizada na última quarta-feira em Florianópolis. No entanto, só para variar, ficou esquentando o banco mais uma vez.

Isso, mesmo com o time repleto de desfalques e de jogadores poupados. O treineiro alvinegro não deu ao mega ultra blaster plus a mais craque oriental nem o direito a dois ou três minutos em campo.

O que traz à tona uma questão curiosa: será que Chen Jo Ghar irá entrar para o Guiness Book como o jogador de futebol mais vezes relacionado sem entrar em campo de todos os tempos?

Fica a sugestão aos brilhantes profissionais do marketing gambático: criem uma camiseta comemorativa quando Chen completar cem partidas relacionado (mas sem jogar) entre os reservas do clube que revelou os craques Baré e Embu. Vai vender barbaridade!

********************************************************************************
Túlio Maravilha volta ao Foguinho em busca do gol mil genérico

Existe uma antiga frase que reza: há coisas que só acontecem com o Botafogo. Um desses acontecimentos ainda não havia sido comentado em A Vida dos Outros, e é bizarro.

Trata-se da volta ao clube de Túlio Maravilha. É, aquele mesmo, figura decisiva no único título brasileiro da agremiação carioca, conquistado no longínquo 1995. Só que tem um “pequeno” detalhe: o cidadão está agora com 43 anos de idade.

Mais absurdo do que seu retorno é a razão apontada por ele para que isso ocorra. O atacante quer fazer o milésimo gol de sua carreira onde viveu suas maiores glórias. Só faltam sete tentos para isso ocorrer.

Já vejo o meu leitor esfregando os olhos e achando que não leu direito a frase acima. Como assim só faltam sete gols para chegar aos mil? E entra em cena a cara de pau mais encerada do século.

Tal qual Romário, Túlio Wonder também desandou a contar gols em amistosos, jogos não oficiais e provavelmente também em treinos, emocionantes disputas de show ball, futebol society, Playstation e até mesmo futebol de botão, pelo visto. Pebolim, alguém?

Além disso, o clube deve colocar o atleta (prepare-se para rir muito) para jogar no time sub 23 do Foguinho. A primeira partida do cara já tem data marcada: 15 de setembro, contra o Tupi. Dá para encarar?

*********************************************************************************
Semana que vem tem mais, se Deus quiser! Agradeço aos patéticos adversários, sempre me fornecendo boa munição, e aos frequentadores de Mondo Verde! E nunca se esqueçam: o bom-humor ajuda a evitar ataques cardíacos, derrames, tentativas de suicídio etc