A vida dos outros

Considerações e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras.

******

A queda da casa do Jardim Leonor
Poucos deram atenção ao fato de o time de Muricy Sem Dentes ter sido eliminado da Copa Sul-Americana, nas penalidades máximas, pelo Atlético Paranaense. No entanto, mais esse fiasco na temporada do nosso inimigo pode significar algo prazeroso para todos nós: a última chance de eles ganharem algo este ano se foi. Escafedeu-se. É finita. Ou alguém ainda acredita, em sã consciência, que o Tricolixo é favorito para ser campeão brasileiro de novo? Além de terem elenco limitado, a arbitragem não os anda ajudando tanto quanto nas temporadas anteriores.

******

Fielzão continua sendo apenas ficção
Pela culionésima vez, a imprensa anuncia que um novo projeto de estádio para a agremiação esportiva presidida por André Sanche, o comedor de “esses”, morreu na praia. Para mim, a grande frase da semana é de autoria de Bruno “Palocci” Pagotto: a sala de troféus dos Manos do Menezes foi superada pela reservada a guardar as descartadas maquetes do ficcional “Fielzão” (ou seria “Gambazão”?). Até o “Craque” Neto já disse não agüentar mais o assunto.

******

Fazendinha está de bom tamanho para tão pouca gente
Enquanto isso, na Champions League de Itaquera, Dentinho, Lulinha e sua turma jogaram contra o glorioso Gama, no Pacaembu. Detalhe: para uma platéia de aproximadamente 13 mil gatos pingados. E isso, mesmo com eles disparados no primeiro posto da Segundona . Mas não era essa a equipe cuja torcida sempre lotava as partidas, fossem quais fossem os campeonatos disputados? Com esse público, era mais negócio reformar o patético estádio da Fazendinha, que faria até o Vila Gomes F.C. se sentir envergonhado.

******

Nunca vou parar de rir dos manos
Essa saiu no Painel F.C. da Folha de São Paulo do dia 28 de agosto, popular quinta-feira: os próprios dirigentes do time de “Chico Lang, viado!” admitem que as camisetas com a inscrição Sou Mano do Mano estão sendo um dos maiores encalhes dos últimos anos. É o time da piada pronta, sempre garantindo novas gargalhadas para seus adversários em todos os cantos do planeta.

******

Mais uma boa piada de português
E a Lusinha parece que não quer abandonar aquela coisa folclórica da “piada de português”. Após demitir de forma injusta o competente Vagner Benazzi, que proporcionou dois acessos ao time do Canindé, e contratar para seu lugar o “aposentado ainda em atividade” Valdir Espinosa, que obviamente não deu certo, lá vem uma nova solução mágica. É, ele mesmo, Estevam “Fred Flintstone” Soares, um dos grandes ídolos de Raul Bianchi. Aí, o time volta à Segundona, e vão botar a culpa em Deus, nos árbitros, na morte da bezerra…….

Semana que vem tem mais, se Deus quiser, e ele há de querer! E muito obrigado pela força e pelos elogios!

*****

Ouça também o Torpedo Verde, o boletim diário da Rádio Mondo Palmeiras.