A vida dos outros

Considerações e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras.

******

Tem gente que não tem a noção do medo – 1
Roberto Carlos, o lateral-esquerdo, é  um forte. Um cara corajoso, que não tem medo de cara feia. Eis o que ele provou em entrevista à ESPN Brasil, que foi ao ar na noite desta sexta (22). Sabem o que o jogador disse acerca do tal torneio de verão de 2000 que um certo time da marginal sem número afirma ter sido um título mundial?

Aí vai, com aspas: “Era um Mundialito. Mas, sinceramente, muitos jogadores do nosso time ficavam acordados até as 6h. O pessoal não dormiu, muitos vieram aqui a passeio. O pessoal do Manchester ficava na piscina às 9h da manhã tomando cerveja. Não era algo sério para os europeus.”

******

Tem gente que não tem a noção do medo – 2
Das duas, uma. Ou o “ajeitador de meias na hora errada” perdeu a noção do medo ou está querendo arrumar uma bela desculpa para, no final desta temporada, deixar o Ultimão rumo a outro clube do Brasil ou do mundo.

Esse assunto é tabu na agremiação presidida pelo impagável André Sanche, o adorável comedor de esses e amigão do peito de Raul Bianchi.

Como Roberto Carlos já havia falado não ser favorável a torcida organizada vir conversar com jogador, imagino que a segunda opção seja a correta. O tempo dirá. Mas que ele tem razão, lá isso tem.

******

Despejado do apê  e do time ao mesmo tempo
Isso só pode ser piada pronta. Dei vexame no ônibus nesta sexta ao ler na coluna Painel FC, da Folha de S.Paulo, que o jogador argentino Defederico não só foi despejado do apertamento, digo, apartamento onde morava na zona leste de São Paulo, como ainda está sendo processado pelo proprietário do mesmo por ter ficado meses sem pagar o aluguel. Sabem quem é o dono do apê?

Sim, ele mesmo, Tite, que acaba de assumir o curíntia. Curiosamente, a primeira atitude do treineiro ao começar a trabalhar com o elenco foi colocar o meia gringo no banco de reservas. Isso é o que chamo de um conflito de interesses daqueles, heim? Ih, cacildis, como diria o saudoso Mussum…

******

Barueri de Prudente, Guará  de Americana, Azulão de…Barueri – 1
E já que estamos no adorável universo das piadas prontas, o estado de São Paulo está abusando desse direito no setor futebol. A moda por aqui virou clubes mudarem de cidade.

Quem começou foi o Grêmio Barueri, que foi para Presidente Prudente e virou Grêmio Prudente. Deu azar, pois está na beira do rebaixamento no Brasileirão.

O próximo a entrar nesse esquema foi o Guaratinguetá, que já está de mudança programada para Americana em 2011. A atitude já está gerando protestos por parte da população da sua atual sede.

******

Barueri de Prudente, Guará  de Americana, Azulão de…Barueri – 2
Agora é que a coisa fica boa de vez. Lembram do glorioso São Caetano, o Azulão? Pois corre por aí  que o clube vai pular fora da cidade situada no ABCD paulista. Sabem para onde? Aí a gente fecha o círculo: Barueri.

Fico tentando imaginar os novos nomes. Para o Guará, que tal Guaramericana, ou Ameringuetá? Quanto ao Azulão, pode ser São Barueri, ou São Caetano de Barueri, ou ainda Azueri, ou quem sabe Baruerano. E quem será o próximo a trocar de city?

Façam as suas apostas! E viva o falido futebol brasileiro rumo a uma Copa do Mundo em 2014. Meu Deus!

******

Semana que vem tem mais, se Deus quiser! Agradeço aos patéticos adversários, sempre me fornecendo boa munição, e aos freqüentadores de Mondo Palmeiras!

E nunca se esqueçam: o bom-humor ajuda a evitar ataques cardíacos, derrames, tentativas de suicídio, etc…

******

Ouça também o Torpedo Verde, o boletim diário de Mondo Palmeiras.