A vida dos outros

Considerações e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras.

*******

Os caminhos e os caminhos de J. J. Whisky, o autoentrevistado-1
Para quem anda roendo os dedos de medo com o presidente interino do Verdão, vale a pena dar uma olhada no outro lado do muro da nossa Academia de Futebol. Por lá, Juvenal Juvêncio, o impagável J. J. Whisky anda se superando. Agora, ele resolveu plagiar dirigentes rivais. Como resultado, a agremiação que preside caminha de forma categórica rumo ao segundo ano sem ganhar nada. Pior: de quebra, ficará fora da Libertadores, sua “obiceção”, pela primeira vez desde 2004. Bem-vindos à Copa do Brasil e a Sulamericana.

*******

Os caminhos e os caminhos de J. J. Whisky, o autoentrevistado-2
Antes considerado como modelo de organização, o clube sediado no Jardim Leonor agora virou uma bagunça digna de fim de feira. Ninguém fala a mesma língua. No meio desse terremoto, temos o glorioso Sérgio Baresi, um interino que tem sua situação alterada a cada minuto. Não estranharei se em muito breve o estagiário tricolor já estiver de volta às suas funções subalternas nas categorias de base daquela equipe que cultua a cor rosa. Ou se ele ficar até o final de feira, digo, do ano, no comando de Richarlyson e sua turma.

*******

Os caminhos e os caminhos de J. J. Whisky, o autoentrevistado3
Nesse verdadeiro hospício futebolístico, os dirigentes do clube uma hora dizem que Dorival Júnior não serve, e na posterior, que poderia vir para dirigir o seu elenco. Mas o grande momento ficou por conta de como Jay Jay explicou a situação. Foi assim:

“Meu técnico ganha R$ 10 mil. Está resolvendo o nosso problema? Não. Estou contente com isso? Não. Preciso pensar em técnico? Preciso. Estou pensando nisso? Estou. E vou revelar o perfil de quem procuro? Não”.

Abra o olho, Jota Jota, pois seo Salvador pode processá-lo por plágio… Enquanto isso, o Tricolixo está  em péssimo, digo, décimo lugar no Brasileirão. E viva a organização!

*******

Será  que alguém também sente cheiro de 2005 no ar?
Após assistir ao empate entre o Botafogo carioca e o time presidido por André Sanche, o adorável comedor de esses, lembrei de uma frase clássica de Raul Bianchi, por sinal amigão do citado cidadão. “É melhor dar logo a taça pros caras”. Ele sempre diz isso quando vê uma quantidade muito grande de assaltos a favor de algum adversário. E é exatamente isso o que vi nessa partida.

Ou alguém tem dúvidas de que o gol do Herrera foi pessimamente anulado? E não foi a primeira vez que essa agremiação que usa o uniforme de esqueleto ou de presidiário ganhou benefícios nessa competição. Lembram de 2005, quando eles roubaram a taça do Brasileirão do Inter gaúcho na mão grande? Abram o olho, rivais!

*******

Praga alviverde ou apenas uma bomba de efeito retardado?
O Flamengo venceu o Brasileirão 2009 após liderar o torneio por apenas duas rodadas, contra 19 do nosso Alviverde Imponente. Praga nossa ou não, desde então o clube carioca só anda tomando na cabeça.

Após péssimas campanhas no Cariocão e na Libertadores, agora o time despenca ladeira abaixo no Brasileirão, no qual ocupa atualmente a 15ª posição, três pontinhos apenas acima da zona da degola.

Desta vez, quem se mandou foi Zico. O Galinho ficou de saco cheio e preferiu deixar de ser dirigente do clube. A presidente Patrícia Amorim ficou com cara de bolacha Maria e até chorou. Será que em 2011 enfim o Flajuto irá disputar o campeonato que almeja há tantos anos por sua desorganização, o da segundona do Brasileiro?

*******

Semana que vem tem mais, se Deus quiser! Agradeço aos patéticos adversários, sempre me fornecendo boa munição, e aos freqüentadores de Mondo Palmeiras!

E nunca se esqueçam: o bom-humor ajuda a evitar ataques cardíacos, derrames, tentativas de suicídio, etc…

******

Ouça também o Torpedo Verde, o boletim diário de Mondo Palmeiras.