A nação verde perde um embaixador na mídia

edicao15.gif

O palmeirista que ligou a TV na Band neste domingo viu, além da briga entre Marcelinho Carioca e Wanderley Luxemburgo, um novo apresentador no lugar do jornalista palmeirista, Roberto Avallone.

Pois é, perdemos uma das poucas vozes realmente palestrinas na mídia. Além de apaixonado pelo Palmeiras, Avallone é um grande jornalista e apresentador, e um dos grandes historiadores do futebol brasileiro, que já escreveu ótimos textos sobre jogos históricos entre as grandes equipes do País.

A Band é uma empresa privada, tem o direito de trocar de apresentador quando quiser. No entanto, a justificativa para a troca de Avallone pelo Datena foi que o palmeirista é velho, e seu estilo, ultrapassado.

Ora, o Datena tem pelo menos uns 20 anos só de TV,  e embora tenha começado no jornalismo esportivo lá em Ribeirão Preto (sempre o via no Globo Esporte quando eu era moleque passava férias lá em Guaraci), se especializou no chamado “jornalismo popular” e, com todo respeito, não tem 10% da categoria e do conhecimento sobre futebol de Avallone.

Palmeiras 1, 2, 3 (exclamação)…não vamos ficar muito tempo sem ouvir este e outros bordões em alguma outra emissora, tenho certeza. Se a Band, ao escalar Datena queria um programa mais “popularesco”, acertou na escolha. Resta saber se os espectadores querem ligar a TV para ver um Cidade Alerta do futebol.

flavio@mondopalmeiras.net