A coisa está ficando feia

Quem leu o comentário de análise da rodada anterior a esta deve lembrar o tom de não desespero imprimido ao texto. Desta vez, infelizmente, será necessário investir em cores um pouco mais escuras e nebulosas. Após perder para o patético e quase virtualmente rebaixado Santa Cruz, o Palmeiras fica em situação bastante delicada, o que é agravado pelos próximos dois jogos que enfrentaremos: São Paulo em Presidente Prudente e Grêmio no Olímpico. Duas pedreiras, respectivamente o líder e o vice-líder do campeonato, ambos fora de casa.

Com mais uma derrota, ocupamos agora o décimo quinto lugar na tabela, com 30 pontos ganhos, sendo oito vitórias, seis empates e inacreditáveis onze vitórias. São 37 gols a favor e absurdos 44 contra (terceira pior defesa do Brasileirão). Trocando em miúdos: estamos a longínquos 19 pontos do líder São Paulo, a intransponíveis dez pontos da Zona da Libertadores, a três da Zona da “marcante” Copa Sul Americana e a um do querido co-irmão Corinthians. Pior: temos o mesmo número de pontos de Ponte Preta (último a escapar do rebaixamento, no momento) e Goiás (primeiro da zona de degola). Ou seja, a coisa está mais do que feia. Se por ventura se fizer a lógica e perdermos nossos dois próximos compromissos, a gente certamente voltará à maldita zona de rebaixamento. Portanto, não tenham dúvidas, jogaremos duas verdadeiras finais de campeonato contra São Paulo e Grêmio. O time irá precisar mostrar muito mais futebol do que nas últimas partidas.