A chave virou meus amigos, voltamos à era dos títulos!

Saudações meus caros amigos e torcedores que escolheram o verde e branco como cor da alma, que conseguiram colocar uma paixão impossível de medir, dentro de apenas um coração.

Meu nome é Maílson, ou como o Raul Bianchi diz, “Maíiiilllsaaaan”, todos me conhecem do blog, estou sempre comentando e cornetando no blog.

Sempre pensei em escrever, Flávio já tinha me dito que sempre que quisesse, poderia enviar-lhe um texto, mas nunca consegui fazer isso efetivamente.

Resolvi fazer este texto exatamente no momento que entramos no G4, vou tentar convencer a você, desconfiado palmeirense devido aos anos de fracassos e derrotas vexatórias, e para você, o mais otimista como eu, sim, você está certo, pode acreditar, não duvido nenhum segundo que seremos campeões brasileiro de 2015.

Digo isso, caros amigos torcedores, apoiado no título deste poste, “a chave virou”, novamente foi ligada na posição título, na posição campeão do campeão do século, que por algum motivo, foi desligada em 2002, e só nos trouxe sofrimento, derrotas e lágrimas…

A chave virou, porque eu sei disso?! Porque, diante do Clube de Regatas Vasco da Gama, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2015, tivemos tudo a nosso favor, rodada perfeita por assim dizer, e não decepcionamos, não fizemos feio, não teve vexame, teve goleada, teve vitória, teve Palmeiras.

Tudo começou no sábado, empate no confronto direto Grêmio x Sport.

Atlético Mineiro fez o óbvio, não poderíamos esperar muito do Figueirense, apesar de que foi um resultado extremamente discutível.

No domingo, tudo ajudou, o “futebol da Champions” com o “melhor meio campo do Brasil”, apenas empatou com o todo poderoso Coritiba, Fluminense sem ajuda do STJD, perdeu da Chapecoense, São Paulo ganhou, mas só enxergamos a mancha deles em nosso retrovisor.

Mas isso todos vocês já sabem, a chave virou, porque quantas vezes nesses últimos anos vimos a rodada ajudar e o time não corresponder?!Quantas vezes vimos a torcida preparar uma festa e receber mediocridade de retorno?! Quantas vezes fomos surpreendidos por times imensamente mais fracos e sem tradição?! Quantas vezes tínhamos tudo para ir e não fomos?!

A chave virou, dessa vez o time chegou, veio com propriedade, construiu o resultado, uma goleada. Ok, eu aceito o argumento de que o Vasco é um time fraquíssimo, mas nenhum dos 4 gols foi “achado” como o gol de um certo time ai, foram jogadas construídas, de um time que tem elenco, que tem mais futebol, impôs seu ritmo e venceu o jogo. Assim como foi contra o Avaí algumas rodadas atrás, aliás, tirando o Grêmio, como em todas as outras rodadas passadas.

A chave virou senhores, a chave virou. Em outras épocas, a bola do Herreira teria entrado 5 vezes no gol.

Agora meu nobre amigo palmeirense, e leitor deste blog muito bem comando pelos “3 tenores”, temos claríssimas chances de título, por mais que a imprensa insista em não querer enxergar isso, e tenta de todas as maneiras desacreditar o torcedor palmeirense da capacidade do nosso amado time.

Como diz o mais velho de todos, Raul Bianchi, tão deixando o porquinho chegar, e com a chave virada, acredito fielmente no título do campeonato brasileiro. E por que você deve acreditar também?

Porque nosso time está jogando futebol, está construindo os resultados, não estamos achando nada, nunca, absolutamente nunca, em nenhum momento somos ajudados pela arbitragem, muito, mas muito pelo contrário.

Estamos vencendo e convencendo, algumas vezes mais, outras menos, mas sempre jogando um futebol consistente, criando jogadas e fazendo gols.

Mas nem eu, que sou um exemplo de torcedor extremamente otimista, achava que estaríamos neste patamar depois de um 2014 desastroso.

Mais do que nunca temos chance de título, temos tudo para terminar o primeiro turno do lugar mais alto do pódio.

Todo vínculo com o período de derrotas foi expurgado do time, não vou nomear os mesmos, para não deixar o Thiago Vieira Braz triste, mas é fato fera, voltamos a ser vencedores, voltamos a ter um time pelo qual podemos nos orgulhar e ostentar nosso manto sagrado nas ruas, no trabalho, nos shoppings. Somos absolutos nos clássicos em 2015, tudo conspira a nosso favor. Sei que todo mundo que lê este texto estava vivo em 2009, mas tudo é diferente este ano, tudo vai ser diferente.

Como diz o saudoso Joelmir Beting, não preciso explicar a ninguém aqui a emoção de ser Palmeirense, a emoção de cornetar um jogador e no minuto seguinte coloca-lo em um pedestal por causa do gol. Não é necessário, somos Palmeiras.
Acredite meu caro amigo torcedor de verde e branco, eu acredito e tenho certeza que domingo que vem, 40 mil palmeirenses irão encher nossa casa pra gritar e comemorar mais uma vitória.

No fim do ano, tenho certeza de que iremos sorrir, se não estivermos com a taça na mão, será porque sabemos que o período de vitórias reina absoluto novamente.

Acredite!

Avanti Palestra querido, avanti Palestra meu amor!