9×0: o Botafogo não precisava dessa!

Se o 7×1 da Seleção Brasileira segue como uma marca indeletável da história do futebol brasileiro, o placar da votação que o Botafogo teve no julgamento da CBF será igualmente difícil de esquecer. 

O clube carioca faz uma boa campanha no Brasileirão, dentro de suas limitações, e os seus cartolas não precisavam submeter o clube a um papelão como esse. Era evidente para qualquer um que a CBF não iria melar a sua principal competição para agradar a uma meia dúzia. 

Logo de cara, o árbitro Paulo Roberto Alves negou ter reiniciado a partida antes de fazer uso do VAR que indicou o pênalti legítimo em Deyverson. Acabou ali toda a pretensão dos cariocas. 

O VAR é uma novidade. O sistema está em fase de implantação, os árbitros devem passar por mais treinamentos a partir da próxima semana, mas ainda assim a tecnologia é um avanço. Um sopro de modernidade nesta estrutura amadora e carcomida do futebol brasileiro. 

Chega de amadorismo! Basta de tapetão e virada de mesa. Esse tempo já ficou para trás, senhores. 

Abraço a todos!