7 de outubro de 2022
Início » A HORA DA NOTA – Palmeiras 2×2 Athletico-PR

A HORA DA NOTA – Palmeiras 2×2 Athletico-PR

Por Fabian Chacur

Uma arbitragem sem critérios. Jogar o segundo tempo inteiro com um a menos. Sentir a falta de um banco melhor em momentos importantes e não conseguir segurar uma vantagem de dois gols. Resultado: Palmeiras 2×2 Athletico-PR, na chuvosa noite desta terça-feira (6) no Allianz Parque lotado. O time lutou muito muito, mas está fora da Libertadores 2022.

O início do time foi arrasador, com Gustavo Scarpa marcando antes dos 3 minutos, aproveitando uma vacilada da defesa paranaense após um bom passe de Zé Rafael. O jogo ficou franco, com os dois times criando boas oportunidades. Aí, a arbitragem estragou tudo. Em uma jogada na área do adversário, um jogador deles deu uma cotovelada, levou o amarelo e ficou por isso mesmo.

Quando Murilo fez uma falta realmente forte, aos 44 minutos, e tomou o amarelo, desta vez o VAR chamou o árbitro, e o nosso zagueiro foi expulso. Corretamente, sim, mas o jogador do Athletico deveria ter sido expulso, também. E isso desequilibrou o jogo.

Ainda assim, o Verdão demonstrou muita raça. Aos 10 minutos, Gustavo Gómez marcou o nosso 2º gol, de cabeça, em cobrança de lateral de Marcos Rocha. Aí, as substituições de Paulo Turra (que estava no lugar de Felipão) fizeram efeito, e Pablo, aos 18 minutos, e Terans, aos 41 minutos, empataram a partida, sendo que também estivemos próximos de marcar em pelo menos duas ocasiões.

No fim, foram dados apenas 5 minutos de acréscimo, e com jogadores como Wesley e Atuesta, infelizmente o Palmeiras não tinha força suficiente para mais nada. Que o time levante a cabeça logo e encare o Brasileirão com seriedade, pois é um baita de um título, se conquistado. A Libertadores ficará para o Flamengo, como todos sabemos…

 

AS NOTAS DOS JOGADORES DO PALMEIRAS

 

WEVERTON- 6,0

Abaixo do seu habitual, mesmo não podendo ser culpado pelos gols que tomou.

 

MARCOS ROCHA- 6,5

Bem melhor do que na partida de ida, com direito a um “latereio” preciso para o gol de Gustavo Gómez. Saiu aos 33 minutos do segundo tempo para a entrada de MAYKE-5,0, que hoje esteve abaixo do seu colega de time e não foi muito efetivo.

 

GUSTAVO GÓMEZ- 7,0

Um guerreiro durante toda a partida, com direito a um gol que poderia ter nos dado a classificação.

 

MURILO- 4,0

Vinha fazendo uma ótima partida até ser expulso por uma falta realmente violenta e deixar o time na mão. Se bem que o juiz mostrou falta de critério por não ter tido o mesmo rigor em outro lance que envolveu um jogador do time visitante.

 

PIQUEREZ- 6,0

Foi muito bem no primeiro tempo, mas deu uma caída na etapa final. Saiu aos 43 minutos do segundo tempo para a entrada de MERENTIEL- SEM NOTA.

 

GABRIEL MENINO- 6,5

Deu o sangue, bons passes e por pouco não marcou um belo gol, impedido por belíssima defesa de Bento aos 27 minutos do segundo tempo. Saiu aos 43 minutos do segundo tempo para a entrada de ATUESTA- SEM NOTA.

 

ZÉ RAFAEL- 7,0

Deu o passe que gerou o 1º gol e esbanjou disposição e garra durante toda a partida.

 

GUSTAVO SCARPA-7,0

Fez um 1º tempo excelente, com direito a gol  e tudo. No 2º tempo, rendeu um pouco menos, mas ainda assim lutou bastante.

 

DUDU- 8,0

Pode parecer loucura dar uma nota tão alta para um jogador em partida que o time foi eliminado, mas o nosso Pequeno Gigante deixou tudo o que tinha em campo, infernizando a defesa adversária e sendo até o último minuto a nossa esperança de conseguir a classificação.

 

BRUNO TABATA- 6,0

Embora mal nas finalizações, vinha fazendo sua melhor partida no Verdão, mas teve de ser sacrificado no intervalo pelo time ter de repor a zaga. Deu o seu lugar a LUAN-5,0, que foi discreto, se tanto.

 

RONY -6,5

Pode não ter brilhado, mas honrou e muito a nossa camisa, e só saiu aos 33 minutos do segundo tempo porque estava extenuado. Deu a sua vaga para WESLEY-2,0, que infelizmente não foi nem sombra daquele jogador insinuante dos idos de 2020. Uma pena.