6 de outubro de 2022
Início » Oscilação normal da equipe escancara uma arriscada política de contratações

Oscilação normal da equipe escancara uma arriscada política de contratações

O Palmeiras não fez uma boa partida no sábado, no Maracanã, mas conseguiu trazer um ponto para casa. Na Arena da Baixada, a equipe também não fez uma boa partida. O time criou mais oportunidades contra o Atlético-PR e, ainda assim, poderia ter vencido. 

Nas últimas sete partidas, o Palmeiras conquistou apenas duas vitórias. É uma oscilação normal para uma equipe que atuou tantas vezes nesta temporada com tantos jogos decisivos. 

Quem ouve os podcasts de MONDO VERDE já sabe disso faz tempo, mas uma parte da torcida apenas agora se deu conta que o nosso banco de reservas do time tem um nível técnico baixo.

Se as coisas não vão bem com os titulares, o treinador (que faz um trabalho excelente) tem poucas opções para mudar a partida

Reforçar a equipe com apostas é algo válido, claro que sim. Todos os clubes fazem isso, porém comprar APENAS apostas é algo arriscado. O ideal seria a diretoria de futebol:

  • Comprar apostas
  • Comprar jogadores “prontos”
  • Subir jogadores da base

Essa é a mistura ideal. Comprando apenas “apostas”, e se baseando num time formado em 2018, quase toda a responsabilidade fica sobre a comissão técnica nos momentos mais difíceis. Não custa barato, as apostas podem custar caro e o risco de o jogador não “vingar” é muito grande. 

Enfim, agora é pensar positivo para a segunda partida da semifinal da Libertadores. Jogando em casa, acredito que tudo pode ser diferente. 

Abraço a todos!