6 de outubro de 2022
Início » A HORA DA NOTA – Athletico PR 1×0 Palmeiras

A HORA DA NOTA – Athletico PR 1×0 Palmeiras

Por Fabian Chacur

O Palmeiras sentiu muita falta de Gustavo Scarpa na noite desta terça-feira (30) em Curitiba. De quebra, ainda perdeu Raphael Veiga logo no início do segundo tempo. E tomou um gol besta na etapa inicial. Ah, jogou mais de 30 minutos com um jogador a mais e não soube aproveitar. Dessa forma, o Athletico-PR saiu com a vitória por 1×0, e joga por um empate no jogo da volta, pelas semifinais da Libertadores 2022.

O início até parecia promissor, com López perdendo um gol feito logo aos 5 minutos. Mas, aos poucos, o time da casa foi dominando a partida, mesmo sem dar uma aula de bola. O nosso time esbanjava falta de inspiração, e aos 22 minutos, em uma falha bisonha e rara da defesa, Alex Santana abriu o marcador. López perdeu outro gol, aos 42 minutos, em bom cruzamento de Rony.

Raphael Veiga foi de certa forma atropelado por um jogador do rival e saiu contundido logo aos 5 minutos da etapa final, o que nos deixou sem um articulador. Vivemos, então, de chutes de Gabriel Menino de fora da área, um lance perigoso de Rony aos 33 minutos e só, mesmo com a expulsão de Hugo Moura aos 24 minutos (Felipão foi expulso pouco depois e não estará no Allianz Parque).

Mesmo sem jogar uma partida brilhante, o “Paranaense” conseguiu segurar a vitória, que encerrou uma longa invencibilidade do Palmeiras em jogos fora de casa na Libertadores. No jogo de volta, poderemos ter Gustavo Scarpa de volta, e isso será um alento.

AS NOTAS DOS JOGADORES DO PALMEIRAS

WEVERTON – 6,0

Não foi muito exigido, especialmente no segundo tempo, quando o time da casa quase não atacou.

 

MARCOS ROCHA – 5,5

Esforçado mas menos efetivo no apoio ao ataque do que habitualmente. Saiu aos 39 minutos do segundo tempo para a entrada de MAYKE- SEM NOTA.

 

GUSTAVO GÓMEZ -5,0

Uma raríssima partida ruim de nosso grande zagueiro, com direito a quase marcar um gol contra e a participar da falha no gol do Athletico.

 

MURILO – 4,5

Deu início ao lance bisonho que nos custou o gol.

 

PIQUEREZ – 5,5

Lutou bastante, mas tecnicamente não esteve muito inspirado também.

 

GABRIEL MENINO -6,5

Se não brilhou, ao menos tentou uns arremates a gol, bateu faltas e se apresentou para as bolas paradas.

 

ZÉ RAFAEL – 6,0

Fez um bom início de primeiro tempo, mas caiu junto com o time depois. Saiu aos 39 minutos do segundo tempo para a entrada de ATUESTA- SEM NOTA.

 

RAPHAEL VEIGA – 4,5

Não vinha bem, mas era uma esperança para o time até sair contundido aos 5 minutos e se tornar uma dúvida para os próximos jogos. Deu lugar a BRUNO TABATA-4,0, que ainda está naquela fase de adaptação ao futebol brasileiro e não fez muita coisa.

 

DUDU – 6,0

Bem abaixo do que sabe, mas ao menos correu o jogo inteiro e tentou alguma coisa até o final.

 

LÓPEZ – 3,0

O jovem atacante pode ter sentido a responsabilidade, pois perdeu dois gols feitos e não soube cumprir o seu papel. Saiu aos 18 minutos do segundo tempo para a entrada de WESLEY-4,0, que especulou alguma coisa mas não conseguiu criar nada de muito significativo também.

 

RONY – 6,5

Correu muito e fez a nossa melhor finalização no jogo, além de dar uma boa assistência que López não soube aproveitar. Saiu aos 39 minutos do segundo tempo para a entrada de RAFAEL NAVARRO-SEM NOTA.