29 de novembro de 2022
Início » A VIDA DOS OUTROS – EDIÇÃO 09/07/2022

A VIDA DOS OUTROS – EDIÇÃO 09/07/2022

Por Fabian Chacur

Considerações e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras.

 

 *****

 BOCA JUNIORS E RIVER PLATE: QUE PASA?-1

No início dos anos 2000, Boca Juniors era sinônimo de Taça Libertadores da América. E não por acaso. O clube argentino, a partir de 2000, desandou a faturar taças desse torneio. Quatro, para ser mais preciso, entre 2000 e 2007. Teve lá suas “ajudas”, mas ganhou.

No entanto, esse panorama mudou e muito nos últimos 15 anos. Nesse período, a equipe conhecido pelo estádio La Bombonera foi vice-campeão em duas ocasiões, e não apresenta mais a força que ostentava naqueles seus anos de ouro.

*****

 BOCA JUNIORS E RIVER PLATE: QUE PASA?-2

 Desde que disputou sua última final em 2018 (que perdeu para o River Plate), o Boca virou alvo de eliminação para times brasileiros como o Santos, o Atlético-MG e, desta vez, para o Corinthians, que mesmo com um time esfacelado conseguiu levar a vaga nos pênaltis.

Nesta última ocasião, teve destaque o atacante Benedetto, que conseguiu a proeza de perder dois pênaltis, um no tempo regulamentar e outro na decisão pós-jogo. E pensar que esse infeliz foi o responsável pela nossa eliminação em 2018…

*****

BOCA JUNIORS E RIVER PLATE: QUE PASA?-3

Se o Boca viveu anos decadentes, o River Plate estava em seu auge a partir de 2015, ganhando dois títulos (2015 e 2018) e sendo o bicho-papão do torneio nessa fase mais recente. Não mais. Perdeu a final de 2019 nos últimos minutos, para o Flamengo, e foi eliminado na semifinal em 2020 para nós graças a uma derrota marcante no jogo de ida.

Desta vez, o River caiu perante o Velez Sarsfield ainda nas 8ªs de final, em duas partidas nas quais não conseguiu marcar um mísero gol. Três times argentinos-Velez, Estudiantes de La Plata e Talleres estão nas 4ªs, mas Boca e River já eram. Sinal dos tempos…

*****

E o meu xará Fabián Bustos acabou caindo fora mesmo

 E o inferno astral dos argentinos no momento também sobrou para o treinador Fabián “Meu Xará” Bustos. Após poucos meses, não resistiu à pressão e foi demitido do Santos, que havia iniciado o ano com Fabio Carille e agora busca um 3º treinador.

Com elenco fraco e sempre achando que um novo treinador resolverá seus problemas, o Santos, mais uma vez, parece estar a caminho de tempos ainda piores. Como conseguiu escapar de situações semelhantes nos últimos anos, veremos como será sua sorte. Mas, se finalmente cair no Brasileirão, que não digam que a cigana os enganou…

 

*****

Semana que vem tem mais, se Deus quiser! Agradeço aos patéticos adversários, sempre me fornecendo boa munição, e aos frequentadores de Mondo Verde! E nunca se esqueçam: o bom-humor ajuda a evitar ataques cardíacos, derrames, tentativas de suicídio etc