15 de agosto de 2022
Início » A HORA DA NOTA – Palmeiras 1×0 Cuiabá

A HORA DA NOTA – Palmeiras 1×0 Cuiabá

Por Fabian Chacur

Após a VARtória do time do Jardim Leonor na Copa do Brasil, temia-se em relação a como o Verdão reagiria. Pois, felizmente, conseguimos dar a volta por cima. Vencemos o Cuiabá na noite desta segunda-feira (18) no Allianz Parque pelo placar de 1×0, e retomamos a liderança do Brasileirão 2022.

A partida foi o que se esperava dela. De um lado, o Palmeiras indo pra cima, e sofrendo para superar a marcação cerrada do atual time de Rodriguinho. Após pressionar muito no primeiro tempo, o gol acabou vindo logo aos 5 minutos do segundo, com Gabriel Veron. O placar poderia ter sido ampliado, a pontaria não ajudou, mas não fomos ameaçados.

 

AS NOTAS DOS JOGADORES DO PALMEIRAS

 

WEVERTON-6,5

Não foi muito exigido, mas esteve atento nos poucos momentos em que se fez necessário.

 

MAYKE-6,0

Não brilhou, mas teve um desempenho ao menos estável durante toda a partida.

 

GUSTAVO GÓMEZ-6,5

Tomou um amarelo no primeiro tempo, bem injusto, por sinal, e deu conta do recado, como sempre.

 

MURILO-6,5

Regular e efetivo, como de costume, mesmo com a defesa não tendo sido tão exigida.

 

PIQUEREZ-6,0

Muita disposição e garra, embora tenha jogado menos do que contra o time do Jardim Leonor. Saiu aos 41 minutos do segundo tempo para a entrada de VANDERLAN- SEM NOTA

 

DANILO-6.5

Bem efetivo em termos de marcação, embora menos participativo em termos ofensivos.

 

GABRIEL MENINO-6,0

Mostrou disposição, embora sem a criatividade que já mostrou em tempos idos. Deu conta do recado. Saiu aos 19 minutos do segundo tempo para a entrada de ZÉ RAFAEL-5,0, que entrou para ajudar a garantir o resultado e foi efetivo nesse sentido.

 

RAPHAEL VEIGA-6,0

Levantou a cabeça e procurou seguir adiante, após a infelicidade na partida contra o nosso inimigo do Jardim Leonor. Logo voltará a ser o Veiga que conhecemos. Saiu aos 19 minutos do segundo tempo para a entrada de ATUESTA-3,5, que tomou amarelo e não foi lá essas coisas. É preciso paciência…

 

GUSTAVO SCARPA-7,0

Manteve o status de o melhor do time, mesmo sem ter brilhado tanto.

 

DUDU-6,5

Buscou bastante o jogo, mas errou frequentemente o último passe, ou o último drible. Saiu aos 23 minutos do segundo tempo para a entrada de WESLEY-4,5, que não estava muito inspirado.

 

GABRIEL VERON-7,0

Depois da bagunça em que se envolveu, ao menos fez o gol que nos valeu 3 preciosos pontos e a retomada da liderança do Brasileirão. Não é pouco. Saiu aos 19 minutos do segundo tempo para a entrada de BRENO LOPES-5,0, que se mostrou útil e colaborativo, como de praxe.