15 de agosto de 2022
Início » A HORA DA NOTA – Ind.Petrolero 0 x 5 Palmeiras

A HORA DA NOTA – Ind.Petrolero 0 x 5 Palmeiras

Nem mesmo a altitude de Sucre foi capaz de segurar o Palmeiras. Jogando com força quase máxima, o Verdão não tomou nota das dificuldades locais e passou o trator no Independiente Petrolero. 5×0 e poderia ser mais!

Os principais destaques foram, mais uma vez, o excepcional Raphael Veiga, que marcou três gols, e o Zé Rafael que parecia estar em todos os cantos do campo.

Com a vitória, o Palmeiras segue na primeira colocação do grupo e já está classificado para a próxima fase da Copa Libertadores. Com os últimos jogos em casa, a busca agora é pela primeira colocação geral. E o Abel Ferreira não vai admitir a falta de concentração dos atletas nestas partidas. 

 

CONFIRA AS NOTAS DOS JOGADORES

 

WEVERTON – 6,0 

Quase não foi acionado, mas sempre preciso nas defesas e também nos lançamentos para os atacantes. 

 

MARCOS ROCHA – 6,0

Participando mais do ataque, foi bem nos cruzamentos e também nas assistências. MAYKE 6,5 – Entrou bem demais e, ligado nos 220V aproveitou o espaço para infernizar o que restou da defesa do Petrolero.

 

GUSTAVO GÓMEZ – 7,5

Esse cara não cansa? Além de estar presente em todas as partidas, está cada vez mais preciso nos desarmes e, por cima, não passa absolutamente nada. 

 

MURILO – 7,0

Voltou ao time muito bem. Impecável na defesa e ainda fez um gol no segundo tempo.

 

JOAQUÍN PIQUEREZ – 6,5

Passou o tempo todo no ataque e foi muito efetivo, inclusive dentro da área adversária, com assistências e desarmes importantes.

 

DANILO – 6,0

Atuação discreta. Não foi aquele volante de alto nível que está de malas prontas para o futebol europeu. GABRIEL MENINO – Sem nota.

 

ZÉ RAFAEL – 8,0

Volante? Atacante? Zagueiro? Difícil afirmar como ele jogou em Sucre, mas estava presente em todos os setores do campo e merecia também marcar um gol. Foi preciso no meio-campo e participou de várias jogadas no ataque.

 

RAPHAEL VEIGA – 9,0

Um monstro. É incrível ver como este jogador cresceu dentro de campo. Joga com a mesma intensidade em clássicos e em jogos como este. Três gols e uma participação impecável na partida. GUSTAVO SCARPA – 7,0 Jogou pouco tempo, mas entrou bem e quase marcou outro golaço. Tá em alta.

 

GABRIEL VERON – 7.0 

Está com muita moral. O rápido atacante não foi substituído e ficou até o final certamente para ganhar mais entrosamento. A tática está dando certo e ele está cada vez melhor. 

 

DUDU – 6,5

Muito marcado. Teve pouco espaço para jogadas individuais, mas foi importante no ataque. WESLEY 5,0 – Fominha demais. Perdeu oportunidades e ainda tocou impedido numa bola que seria um gol legítimo.

 

RONY – 7,0

Fez um bom primeiro tempo. Caiu de rendimento na segunda etapa e foi substituído pelo RAFAEL NAVARRO -7,5, que entrou muito bem na partida, marcou gol e está se firmando na equipe.