19 de outubro de 2021
Início » A HORA DA NOTA – Palmeiras 2×4 Red Bull Bragantino

A HORA DA NOTA – Palmeiras 2×4 Red Bull Bragantino

Por Fabian Chacur

O pior sistema defensivo do Palmeiras em um Brasileirão desde 2014. Essa é uma manchete adequada para a performance do Verdão na noite chuvosa deste sábado (9) no Allianz Parque, quando 8.884 torcedores tiveram a oportunidade de rever presencialmente o seu clube do coração. E que recepção. O RB Bragantino venceu, merecidamente, por 4 a 2, com dois gols de Artur, nosso ex-jogador.

Com 32 gols sofridos em 24 partidas, a defensiva de Abel Ferreira se mostrou mais uma vez uma peneira, e o time treinado por Maurício Barbieri soube se aproveitar. Chegou a abrir 3 a 0 ainda no primeiro tempo, com gols de Ytalo (12 minutos), Cuello (33 minutos) e Artur (35 minutos), com Dudu descontando, de cabeça, aos 42 minutos.

No segundo tempo, um gol de pênalti marcado por Raphael Veiga deu alguma esperança de reação, mas aos 30 minutos Artur marcou de novo, um golaço, e encerrou a parada. Além de marcação frouxa e defesa aberta, o ataque também se mostrou ineficiente nas horas decisivas.

 

As notas dos jogadores alviverdes:

 

JAILSON- 5

Fez umas duas boas defesas, mas tomou 4 gols.

KUSCEVIC-5 

Totalmente perdido como lateral-direito improvisado, não foi bem, embora tenha dado uma bela assistência no gol de Dudu. Saiu aos 35 minutos do segundo tempo para a entrada de Breno Lopes-sem nota.

LUAN- 4

No padrão habitual, ou seja, fraco.

RENAN-4

Nesse jogo, nem ele se salvou na zaga, batendo cabeça com Luan.

JORGE-5,0

Melhor em relação a partidas anteriores, e sofreu o pênalti que gerou nosso segundo gol. Saiu aos 35 minutos do segundo tempo para a entrada de Gustavo Scarpa-sem nota.

DANILO BARBOSA- 2,0

O que esse jogador veio fazer no Palmeiras? Fraquíssimo de novo. Saiu aos 13 minutos do segundo tempo para a entrada de LUIZ ADRIANO-2,0, que foi mal como atacante e como “armador”.

PATRICK DE PAULA- 4,0

Não conseguiu nem marcar, sem armar, nem muita coisa mais

RAPHAEL VEIGA-7,0

Bateu um pênalti com a maestria de sempre, e nada muito além disso, contagiado pela inoperância do resto da equipe alviverde nesta partida.

DUDU- 7,0

Marcou um gol de cabeça e se esforçou bastante no primeiro tempo, com algumas boas jogadas. No segundo, despencou com o resto da galerinha.

RONY-3,0

Jogador de muita raça e valor, ninguém negará. Mas quando é que vão ensinar ele a não ficar impedido toda hora? Pelo amor de Deus! Saiu aos 42 minutos do segundo tempo para a entrada de DEYVERSON-sem nota, sabe-se lá o porque.

WESLEY- 3,0

Hoje não estava inspirado, errando passes e dribles o tempo todo. Saiu no intervalo dando lugar a GABRIEL VERON-3,0, que seguiu o mesmo rumo.