7 de dezembro de 2021
Início » A HORA DA NOTA – Palmeiras 1×0 Inter

A HORA DA NOTA – Palmeiras 1×0 Inter

Por Fabian Chacur

Com a volta de Weverton, Gustavo Gómez e Piquerez, o Palmeiras voltou a ter um desempenho mais próximo de seus melhores momentos, embora não brilhante. Mas o que importava na tarde deste domingo (17) no Allianz Parque era uma vitória, e foi o que conseguimos contra o Inter, pelo placar de 1 a 0, em cobrança precisa de pênalti de Raphael Veiga.

A equipe foi mais ofensiva, forçou o jogo e criou boas oportunidades de gol no 1º tempo, mas não conseguiu abrir o placar, com o time gaúcho também se mostrando ativo e lutador. A partida foi decidida aos 4 minutos, quando o zagueiro Victor Costa pôs a mão na bola dentro de sua área. Pênalti claro. Edmilson, sabe-se lá porque, reclamou feio e levou o vermelho.

A partir do gol, e principalmente quando as substituições começaram a ser feitas, o Palmeiras teve uma queda de desempenho, mas não suficiente para perder a vantagem. Que seja o início de uma fase melhor no Brasileirão.

 

AS NOTAS DOS JOGADORES DO PALMEIRAS

 

WEVERTON – 6,0

Seguro como sempre, foi pouco acionado.

 

MARCOS ROCHA- 6,0

Voltou bem, com poucos vacilos e bons desarmes e apoio ao ataque.

 

LUAN – 6,5

Difícil lembrar de uma partida de Luan sem um único erro, e essa foi uma delas.

 

GUSTAVO GÓMEZ – 6,0

Seguro como de praxe, mas deu duas furadas patéticas no ataque.

 

PIQUEREZ – 6,5

Vai aos poucos se firmando como um ótimo substituto para o Viña.

 

FELIPE MELO – 7,0

Tomou um amarelo logo aos 13 minutos, mas esbanjou segurança, garra e liderança em campo. Saiu aos 34 minutos do segundo tempo para a entrada de Danilo Barbosa-sem nota.

 

ZÉ RAFAEL – 6,0

Bom retorno, sem muito brilho mas extremamente eficiente. Saiu aos 34 minutos do segundo tempo para a entrada de Patrick de Paula-2,0, que errou um passe logo de cara e quase entrega o ouro.

 

RAPHAEL VEIGA – 7,5

Além de ter feito o gol, mais uma cobrança magnífica de pênalti, ele se mostrou mais ativo, criando jogadas, sofrendo faltas e chamando a responsabilidade. Saiu aos 24 minutos do segundo tempo para a entrada de Deyverson-1,5, que continua com seu estilo acrobático e irritante de sempre. O horror, o horror…

 

DUDU- 5,5

Nada de muito sensacional, mas ajudou o time. Saiu aos 24 minutos do segundo tempo substituído por Gustavo Scarpa-5,5 , que entrou com fome de bola e ajudou a segurar a bola no campo do Inter.

 

LUIZ ADRIANO – 4,5

Até se esforçou e teve um ou outro momento bom, mas continua muito abaixo do que o time precisa. Saiu aos 24 minutos do segundo tempo para dar lugar a Breno Lopes-4,0, que basicamente ajudou na marcação e só, como tem sido o seu padrão nos últimos tempos.

RONY – 5,5

O guerreiro de sempre, mas hoje tecnicamente muito abaixo dos seus melhores momentos.