19 de outubro de 2021
Início » Miguel Ángel Ramirez: pipocou ou não sentiu firmeza no “projeto”?

Miguel Ángel Ramirez: pipocou ou não sentiu firmeza no “projeto”?

O torcedor palmeirense quer saber quem será o novo comandante da equipe. O espanhol Miguel Ángel Ramirez ontem, em entrevista coletiva após a vitória do Independiente Del Valle, voltou a falar sobre as razões que o fizeram desistir de assumir o Palmeiras antes do final da Libertadores. 

“São muitos fatores. Não é só o contrato e as condições que te oferecem, não é só o projeto desportivo, não apenas o que está deixando, mas para onde vai e quando vai. São vários fatores e a decisão nunca é fácil. E muito menos quando gigantes te chamam. As pernas tremem. É muito difícil tomar uma decisão assim. Digamos que é mais difícil para mim porque estou começando a minha carreira profissional e preciso medir bem os passos que dou e pisar em solo firme para seguir avançando.“, disse o afirmou o treinador espanhol.

Bem, fica evidente que dar um passo maior na carreira o espanhol precisa se sentir mais seguro sobre a sua capacidade (ele é jovem, apenas 35 anos) e sobre o clube que vai assumir. Ao buscar mais informações sobre o Palmeiras atual e, com o seu primeiro contato presencial com a diretoria, ele teve certeza dos riscos que estava correndo. 

Para um treinador brasileiro, o caos sempre foi normal. A rotatividade é enorme, o desrespeito aos contratos firmados é constante (de ambos os lados) e ninguém pensa muito antes de assumir qualquer clube por aqui.

Ainda assim, um executivo de futebol mais assertivo poderia convencê-lo de que valeria a pena correr o risco de assumir um gigante como o Palmeiras para impulsionar a sua carreira. E isso vale para qualquer outra negociação. Infelizmente, o clube hoje carece de um profissional assim. 

Este certamente será um dos principais assuntos de hoje do “Bate-papo entre amigos”. Fique ligado! 

Abraço a todos!