Mondo Palmeiras entrevista Gilberto Cipullo

0

Mondo Palmeiras entrevista Gilberto Cipullo

Quase tudo o que acontece dentro dos gramados é reflexo do que acontece fora deles, mais precisamente na diretoria do clube. Poucos dirigentes gozam da confiança e do respeito do torcedor palmeirense quanto Gilberto Cipullo.

O advogado, e também vice-presidente de futebol reeleito para mais um mandato, nos concedeu esta entrevista exclusiva na qual ele fala sobre a montagem do time para esta temporada, sua carreira política no clube, e muito mais…Leia com muita atenção. 

Há quantos anos o senhor está no clube, quando começou sua carreira politica no Palmeiras, e quais cargos já ocupou?

Entrei no clube, como sócio, em 1979. Em 1989 elegi-me pela primeira vez para o Conselho. Nesse mesmo ano , fui nomeado diretor juridico, função que exerci até 1991. Nesse ano, o então Presidente, Carlos Facchina, resolvendo dar chance para conselheiros mais jovens no futebol, nomeou a mim e ao Jorge Adamo como diretores. Permaneci como diretor de futebol até fevereiro de 1996.

De fevereiro até dezembro desse ano exerci o cargo de assessor da presidencia. A partir dessa data, não concordando com a alteração estatutária que permitiu ao então Presidente, Mustafá, permanecer no cargo, rompendo acordo politico feito, afastei-me da direção do clube. Voltei em dezembro de 2006 como diretor de futebol. Em janeiro de 2007 elegi-me terceiro vice presidente, cargo para o qual acabei de ser reeleito.

Faça uma análise do trabalho do treinador Wanderley Luxemburgo desde sua chegada ao Palmeiras em janeiro de 2008.

Penso que o saldo do trabalho é positivo. Claro que ficou a decepção pela não conquista do brasileiro. Entretanto, não dá para ganhar tudo, não é? O time deste ano tem mais a caracteristica dos times do Vanderlei. E posso testemunhar que ele está muito entusiasmado com o trabalho.

Muitos torcedores acham que o Palmeiras demorou muito para definir seu elenco para 2009. Quais foram os principais problemas encontrados por vocês para a montagem desse time? Faltou planejamento? As eleições atrapalharam?

Na realidade começamos a montar o time antes do final do brasileiro, com as contratações do Marquinhos, do Xavier e do Keirisson. Nós sabíamos , já no final de outubro, que seria necessária uma grande mudança. E começamos a contratar antes do final do ano. O que atrapalhou foi a questão do Kléber e da indefinição da vinda do Keirisson, já que nas outras posições o time já estava praticamente armado. As eleições atrapalharam sim. Algumas pessoas que gostariam de entrar como parceiros, condicionaram esta participação ao resultado das eleições. Em outra situação teriamos tido mais recursos para contratar.

Uma das perguntas que os torcedores mais fazem em Mondo Palmeiras, é sobre o contrato do Keirrisson. Afinal, quanto o Palmeiras pagou por sua liberação? Por ter pago essa liberação, o Palmeiras é dono de alguma porcentagem do jogador, ou só teria direito na porcentagem que a Traffic dá para o clube em caso de venda do atleta? O Palmeiras tem autonomia para tentar segurar o garoto pelo menos até o final do ano?

O Palmeiras terá a mesma participação que tem nos demais jogadores trazidos pela parceira ( 20% sobre o lucro). Temos um contrato de quatro anos com o jogador.
Pelo acordo, o jogador não pode ter seus direitos vendidos, se o Palmeiras tiver disputando fases decisivas de qualquer dos campeonatos que disputar.

Passadas as eleições, quais os objetivos da nova diretoria do futebol? Serão mantidas as mesmas pessoas nos cargos, ou teremos mudanças no departamento de futebol?

Na realidade, melhoraremos a estrutura administrativa do departamento, com a contratação de mais um profissional. Temos planos de investir de forma expressiva no futebol de base, com a construção de um Centro de Treinamento à altura do Palmeiras e alguns aperfeiçoamentos na parte técnica. Importante esclarecer que o trabalho na base, na minha avaliação, melhorou muito. Esbarramos , entretanto, na estrutura que é fraca e que ficou abandonada por muito tempo. Nestes dois anos não pudemos mexer por falta de capacidade de investimento. Mas entendemos que o futuro é nesse trabalho.

Os torcedores reclamam muito do serviço oferecido pela BWA, na hora da compra de ingressos para jogos importantes e isso pega mal para a imagem do clube. Como voces estão lidando com essa situação? O que voces tem em mente para melhorar esse grave problema de desrespeito ao torcedor palmeirense?

Tem sido um grave problema, e pelo qual pedimos desculpas ao torcedor. Vamos analisar propostas de várias empresas que pretendem assumir essa atividade e a condição básica é que o atendimento ao torcedor seja solucionado.

O senhor tem consciência da confiança que grande parte da torcida tem em sua pessoa? Como o senhor lida com essa responsabilidade? Como o senhor solucionou de maneira brilhante o caso Keirrisson, que já vinha se arrastando por meses, em apenas uma ida a Curitiba?

Eu agradeço muito essa confiança.Mas, se tenho algum mérito, penso que tenha sido saber escolher a minha equipe de trabalho, constituida por pessoas sérias e competentes, e que colocam o Palmeiras acima de seus interesses.

A minha ida a Curitiba teve especialmente um objetivo diplomático.Foi importante conversar de clube para clube, e era fundamental desfazer um mal entendido surgido com a contratação do zagueiro Mauricio. A diretoria do Coritiba tinha um entendimento de que o Palmeiras tirou o jogador do Coritiba quando êle já estava acertado com o clube.Explicamos a real situação, e a partir dai , restabelecida a confiança, a questão passou a ser financeira.

Para encerrar, agradecemos sua atenção  com Mondo Palmeiras, e aproveito para perguntar para o torcedor Gilberto Cipullo, quais os dois maiores times do Palmeiras que ele viu jogar?

Eu que agradeço a confiança e a oportunidade de poder me manifestar sobre as coisas do nosso Palmeiras. Vi grandes times do Palmeiras, mas considero os dois melhores, o time da Academia de 1965 ( Valdir, Djalma Santos, Djalma Dias, Valdemar e Ferrari, Dudu e Ademir,Julinho ,Servilio , Tupã ( Ademar) e Rinaldo. E o time de 1994 ( Veloso, Cláudio, Antonio Carlos, Cléber e Roberto Carlos, Cesar, Mazinho, Zinho e Rincon, Edmundo e Evair).


ZOOM - Soluções em comunicação

Faça login para interagir no post ou associe-se agora mesmo